05 março 2022

Parabéns, Patativa

 


Por Jackson de Oliveira Bantim (Bola)

Mais um aniversário sem a presença física do poeta-mor Patativa. Mas, da minha parte, sua presença continua firme e marcante, resultado de uma longa convivência, fraterna e próxima, que mantivemos desde a década de 1970, quando nos conhecemos em meio às lidas artísticas e culturais. Uma amizade de três décadas, que o próprio Patativa assim a definiu: “é, Bola, a nossa amizade é uma amizade sadia, pura e decidida, sem sentido de exploração. É aquela amizade que Jesus Cristo pregou na Palestina”.

(Veja o depoimento completo em https://www.youtube.com/watch?v=jaZGPUo28XI).




Antônio Gonçalves da Silva, nosso querido e inesquecível Patativa do Assaré, é considerado, com muita justiça, um dos maiores poetas da literatura universal, equiparado a Camões. Nasceu há exatos 113 anos ,em 5 de março de 1909, em Assaré, no Cariri cearense. Faleceu há quase vinte anos, em 8 de julho de 2002. Deixou imenso e eterno vazio na cena cultural do nosso país e uma imorredoura saudade em todos nós que tivemos a honra e o inestimável privilégio de conhecê-lo pessoalmente e de privarmos de sua amizade. Ele era, além de sábio, um verdadeiro santo pela sua vida permeada de retidão e generosidade. 

Parabéns, Patativa. Poetas não morrem, mas se eternizam quando transcendem para a Pasárgada Celestial.