09 janeiro 2022

Sempre assim será - Por: Emerson Monteiro


De pleno acordo que os acontecimentos deitam e rolam na esteira do quanto existe, seja dentro da gente, seja lá fora nas visões apaixonadas. Quais folhas soltas de livros maravilhosos, pisamos as estrelas e fazemos disto nosso rastro, caminheiros de jornada inesquecível, a nossa evolução, o nosso valor diante das noites do Tempo eterno. Amantes de melodias sublimes, tocamos o barco e plantamos a semente de nós mesmos pelas florestas da felicidade. Divisamos nisso as tantas oportunidades que guardávamos conosco em rios de alegria.

Esses seres valiosos que vivem aqui neste universo sem fim, temos em nossas mãos o amor ao mistério e recriamos esperança todo momento. E saber de bom grado o poder que alimentamos em nós quando tocamos esta vida em forma dos véus de verdades inigualáveis. Puros seres em formação. Matéria prima dos frutos divinos, tais seremos face ao destino.

Aparentemente, às vezes o tempo fecha e ficamos à margem dos resultados, feitos de solidão e desamor, no entanto ferrenhos defensores dos melhores céus. Porquanto fomos talhados às galáxias. vagos heróis de lendas sublimes, e divisamos a trilha da sorte, delas herdeiros e senhores, desde que respeitemos a chance de plantar paz no coração das criaturas...

Longas, infinitas, profundas vivências já guardamos das memórias do caminhar, pois. Nem nas hipóteses mais extremas sofreremos a perda desse investimento da Natureza a quem pertencemos. Sustentar o dever de realização do Ser que guardamos em cada um significa isto, viver o senso da Consciência e colher as flores da certeza na alma dos instantes a que pertencemos. Horas a fio, sonhar e desvendar os sonhos. Constituir a essência de tudo quanto aqui prospera e que administramos na perpetuação. Todavia acender luzes em nossos sentimentos e transformar o mundo das nossas almas, uma religião natural de tudo, enfim.