17 janeiro 2021

Nova Civilização - Por: Emerson Monteiro


Matéria prima dos acontecimentos, o tempo desfila solto nas dobras dos dias quais naves nunca vistas e que, por certo, preencherão o espaço de tudo, frutos do desconhecido, tecnologia dos deuses e das determinações inesgotáveis, lá mesmo de quando ainda nem se pensava dominar os outros por meio dos sucessivos embates e agressividade. Mas agora resta dizer que as extensões dessa humanidade esbarraram nos fatores do invisível adormecido, e que ganham corpo diante do inesperado deste mundo, de hora a outra, na face do Planeta. 

Ninguém que seja ignora o poder dessa vontade, força descomunal escondida sob o manto das criaturas, às feições do divino soberano. Traços de eternidades distantes da vontade só pessoal, alguns resolvem mergulhar em si e desvendar esse mistério; os profetas e santos. Através do silêncio das formações de corpos celestes, vagam pelas estradas, cientes de que os campos imensos da verdade chegam aos refolhos da alma definitiva. 

Dos lugares imortais do Espírito, face as recentes mudanças de perspectiva, bem nesta ocasião tornam-se inevitáveis as ocorrências verificadas, o que impõe determinações jamais previstas, quando há de vir à tona atitudes novas, isto que chamo de Nova Civilização, resultante das carcomidas experiências do passado mais longínquo. 

Sempre ouvi dizer que vivemos a Era Cósmica, produto das histórias que se deram aqui nos muitos territórios ocupados pelas conquistas. São tempos de síntese, de que haverá o aproveitamento do que sobrou de antigamente. Afinal foram séculos de esforço e dedicação, a completar o resultado da movimentação dos povos.

Sinais já vêm no ar. Espécies de casca apodrecida e métodos praticados tendem revelar a essência de novas e honestas práticas que cobrirão as dores da injustiça, da escravidão e do egoísmo. Luzes morais acendem no horizonte; gerações melhor aquinhoadas virão utilizar a riqueza da existência sob outra visão. Bem isto, o que somos em realidade nesta hora dirá a que viemos, e nascerão dias de paz e solidariedade.

(Ilustração: BBC - Natureza).