07 dezembro 2021

ROSEMBERG CARIRY TEM TESE DE DOUTORADO APROVADA PELA UNIVERSIDADE DO PORTO, PORTUGAL

 


O
cineasta, escritor e poeta caririzeiro Rosemberg Cariry  (Antonio Rosemberg de Moura) teve sua tese  doutoral JUAZEIRO DO PADRE CÍCERO: O SAGRADO, A ARTE E A UTOPIA DA TERCEIRA ERA DO ESPÍRITO SANTO aprovada  nesta segunda-feira, 6 de dezembro, por unanimidade pela banca examinadora, com recomendação  de publicação;  obtendo, assim, o grau de Doutor em Educação Artística pelo  Programa Doutoral em Educação Artística, com dupla titulação, pela Faculdade de Belas Artes da Universidade do Porto e pelo Instituto de Educação da Universidade de Lisboa, Portugal.

 

A Mesa, presidida pelo Prof. Dr. Mário Bismarck, contou com as presenças do prof. Dr. Cláudio Novaes, Prof. Dr. Filipe Zau e Prof. Dr. Jorge Ramos do Ó – representantes de universidades de Portugal, Angola e Brasil.  O orientador foi do Prof. Dr. José Carlos de Paiva e Silva e o co-orientador foi o Prof. Dr. Tiago Barbedo Assis.

 

RESUMO DA TESE

Este estudo tem o propósito de entender o significado histórico e simbólico da tradição religiosa e cultural do Espírito Santo, em Portugal, e da sua difusão nos arquipélagos dos Açores e da Madeira, na Ásia e no Brasil – país onde se manifesta até hoje, em várias de suas regiões, estando inscrita também em movimentos sociais de significativa importância, como Canudos, Contestado, Juazeiro do Norte e Caldeirão. Elege como foco mais destacado o Juazeiro do Padre Cícero, cidade romeira do Cariri Cearense, para nela identificar algumas especificidades dessas manifestações do sagrado, da arte e da utopia vinculados à referida tradição. Parte de uma arqueologia do cristianismo primitivo e suas principais cismas, passando pelos movimentos milenaristas e religiosos da Idade Média, até chegar às grandes navegações, quando se dá a difusão da cultura portuguesa em vários continentes, através das suas conquistas e instalação das colônias. Utiliza obras e autores, de épocas diversas, por se tratar de uma temática aberta a inúmeros enfoques e campos do conhecimento, indo da teologia à sociologia, da história à antropologia, da estética à política; bem como fontes e técnicas variadas de pesquisa, como livros, entrevistas, narrativas orais, registros etnográficos, canções, poemas, vivências culturais e recursos audiovisuais, sabendo que sujeitos, subjetividades, fragmentos e sentidos simbólicos fazem parte de processos sociais identitários e simbólicos, em permanente construção, reconstrução e (des)construção. Para a definição do alcance da análise pretendida sobre o fenômeno estudado e do seu contorno cultural no Brasil faz algumas escolhas de natureza conceitual e operacional, a partir de um enfoque fenomenológico e do debate contemporâneo acerca das relações entre arte, cultura, educação e práticas comunitárias, seguindo correntes distintas, que estão postas em movimento, no interior das ciências sociais europeias e latino-americanas, de onde retira alguns expoentes e questões postas em destaque, em especial, o conceito de transbarroco, para pensar os dilemas identitários de sociedades com passado colonial. Apresenta como resultado a ideia de que, nas manifestações correntes no norte e nordeste do Brasil, a Festa do Espírito Santo encarna o significado de sentido de vida, estabelecendo uma microtopia (realização da vida e da beleza possível, no espaço reinventado de forma comunitária), dentro da realidade opressiva da sociedade capitalista excludente, neoliberal e globalizada; no caso do Juazeiro, mais que uma festa, o Império do Espírito Santo constitui toda a simbologia da cidade, como espaço sagrado capaz de operar a própria mística da busca popular pela renovação do mundo.

 

Parabéns por mais essa importante vitória, Dr. Rosemberg Cariry.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Visite a página oficial do Blog do Crato - www.blogdocrato.com - Há 10 Anos, o Crato na Internet.