04 novembro 2021

A essência do Ser II - Por: Emerson Monteiro


Não tem enganes: / tudo que agora vês / desaparecerá como um sonho.
Rumi

Nuvens de borboletas flutuam nos céus das horas e somem, deixando atrás de si o inexistente, rastros de tudo face ao nada que envolve de silêncio o tempo fugidio. Andantes, nessa trilha de sonhos, ficam apenas réstias de lembranças guardadas dessa inexistência contundente, eco de seres e objetos, palavras e números desfeitos nas cores de ausências inevitáveis.

No entanto, persiste o ser que somos, testemunhas e espectadores do destino. Luzes de criaturas absortas que se vão no mistério, e também, lá um dia, somem no anonimato das circunstâncias.

Contudo, carregamos dentro da alma o dispositivo da solidão que revelará o senso disso que domina o sentido das histórias de viver, na medida em que descobrirmos a Consciência. Transportamos na essência o justo motivo dalguma perfeita Inteligência haver desenvolvido a razão dessa nossa condição. Bem no âmago, no íntimo do coração, pulsa a soberana virtude que permeia de eternidades o momento presente.

E nesta jornada aqui persistimos, à busca da realização do Ser, enquanto a Natureza mostra que, dentro de nós, descobriremos o tanto que nos cabe até encontrar a felicidade definitiva. Dentro, bem dentro de todos, blindado pela graça da Perfeição, ali habita o que justificamos cá fora os elementos que desaparecem na medida dos acontecimentos.

Este ser essencial viverá em nós aguardando o nosso desenvolvimento espiritual, qual herança inabalável, sinete das nossas origens imortais, que transportamos ao decorrer das vidas. Nisto, antes da plena revelação, seguimos a pista dos fantoches da ilusão, enganos das próprias pessoas, nesse faz de conta da matéria onde mourejamos durante alguns momentos que fogem às mãos sem deixar vestígios.

O fervor desta hora significa, pois, degraus de transformação das certezas em compreensão, o que compete a cada isto fazer real.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Visite a página oficial do Blog do Crato - www.blogdocrato.com - Há 10 Anos, o Crato na Internet.