28 outubro 2021

A Lei da Bipolaridade - Por: Emerson Monteiro

 


Tudo tem que ter o seu contrário para poder existir, este o princípio único do Universo, ou a Lei da Bipolaridade. Daí vêm outros conceitos: Ação e Reação, dos Contrários, a dialética de Hegel, o Mal e o Bem do maniqueísmo, etc. Este o princípio oriental do Yin e do Yang, no Taoísmo, a complementariedade no equilíbrio da Natureza. Princípio básico, pois, norteia todo acontecimento onde quer que acontece, oferecendo meios de compreensão por demais necessários, inclusive às nossas atitudes diante desses dois hemisférios que compõem desde nossa constituição física, a alimentação, os pensamentos, as mínimas atitudes.

No que diz respeito ao ser interno, esses valores significam os vícios e as virtudes, o querer e o poder, a palavra e os praticados, o açúcar e o sal, o egoísmo e o amor, a razão e a emoção, deixando-nos conscientes de ser o início e o fim de nós mesmos. Raiz fundamental dos fenômenos das existências, desde que identifiquemos tais funcionalidades ser-nos-á de valiosa importância exercitar as práticas equivalentes, porquanto dessas lateralidades nasce a resposta maior do mistério que aqui representamos entre matéria e espírito, atores dos nossos próprios sonhos.

Isso lembra, sobremodo, o mito da esfinge, na lenda de Édipo, do Egito Antigo, quando, a fim de ultrapassar a barreira fatal do Destino, teria de resolver o enigma: - Decifra-me ou te devoro. Bem isto que todos haveremos de responder na face final dos dias, ao término da existência; o que viemos fazer neste mundo, caminho do reino dos Espíritos e portal da Eternidade.

Somos isto, assim, parcelas em movimento do Grande Todo, artífices desse Infinito que ora já descortinamos à medida do conhecimento, da luz que houvermos adquirido no transcorrer das vidas na carne deste Chão.

Ao que disse Gandhi: - Um vibrando para o Bem vale por milhões virando para o Mal. Cabe-nos definir a que sentido tangemos as nossas existências  perante as contradições dos tempos inevitáveis de Tudo e em todo lugar.

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Visite a página oficial do Blog do Crato - www.blogdocrato.com - Há 10 Anos, o Crato na Internet.