17 setembro 2021

Os riscos do imponderável - Por: Emerson Monteiro



- Quem sente o verdadeiro perigo a cada instante não teme um instante de perigo. (Rabi de Guer).
Histórias do Rabi – Martin Buber

Quais aqueles que, em sã consciência, poderão dizer que estejam plenamente seguros diante do Desconhecido em movimento? A todo o momento, em face de tudo, mergulhamos no limbo da realidade feitos peixes vindos de outros mares que sumiram nos céus. Tocamos em frente o trem da nossa história feitos meros viventes do inesperado, tateando o escuro do porvir, às vezes dotados do mínimo de certezas, no entanto apenas minúsculas partículas das horas. Fragmentos, pois, desse futuro, deslizamos os passos nessa estrada, nem sempre senhores de todos os meios de que carecemos no sentido da paz.

Foram tantas as ocasiões de juntar experiências, no entanto apenas isso sendo aquilo que daria certo se assim houvéssemos posto em prática. De faróis que iluminaram o passado, avaliamos meios de melhorar a nós mesmos, nesse processo de querer desvendar o verdadeiro motivo de estarmos aqui.

Portanto, de aprendizes a senhores demanda o Infinito. Ninguém, de pleno senso, haverá de manter o curso dos acontecimentos tão só pelo desejo de ser um sábio, pois a todo segundo vêm novas instruções da escola dos mistérios desta escalada incessante.  

A leveza desse universo de cada um significa, por isso, tempo da mais pura convicção de fragilidade das ações humanas, longe da prepotência e dos arroubos de quantos, neste deserto de extremo risco. Quando acalmar as águas turvas da insegurança, eis o equilíbrio de que necessitamos, a depender das firmezas interiores. Daí a importância de clarear a consciência e nela estabelecer a luz do conhecimento através das práticas pessoais. De tudo quanto sabemos que sejamos disto os senhores.

E dos frutos dessa fidelidade da gente com a gente virão os meios de que precisamos, no sentido da evolução individual e, consequentemente, do progresso da Humanidade de que somos parte inevitável.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Visite a página oficial do Blog do Crato - www.blogdocrato.com - Há 10 Anos, o Crato na Internet.