22 setembro 2021

Eleições republicanas: são confiáveis?

 Do seriado (inesgotável) “Coisas da República” – por Armando Lopes Rafael

       A nota abaixo foi publicada na revista “Herdeiros do Porvir”, nº 65, junho/2021:

Urnas republicanas – Não existe nada mais antidemocrático do que a fraude eleitoral, pois a chamada vontade popular é vilipendiada invariavelmente em favor de interesses escusos, para dizer pouco. Na maioria dos países livres o voto é auditável e, portanto, passível de recontagem.

     Em nossas últimas eleições, sobretudo nas majoritárias, houve sérias dúvidas sobre os resultados. Os defensores das urnas digitais alegam que os dados são invioláveis, enquanto críticos dizem que podem ser adulterados antes, durante ou depois do pleito.

       Foi exatamente neste sentido o resultado obtido por hackers reunidos na última DEFCOM (maior conferência de hackers do planeta), em Las Vegas (EUA): em menos de duas horas quebraram o sistema de segurança de todas as urnas, incluindo a brasileira. Portanto, enquanto o voto impresso não for instituído no Brasil, pode-se dizer que vivemos em democracia autenticamente representativa?"

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Visite a página oficial do Blog do Crato - www.blogdocrato.com - Há 10 Anos, o Crato na Internet.