18 julho 2021

Escolhas e consequências - Por: Emerson Monteiro


O senso do Absoluto, que a tudo rege e domina, assim conduz a sequência natural. Habitar a existência bem isto significa, obedecer ao andamento das circunstâncias. No entanto são tantas as opiniões quanto a isto, que de quase nada representa querer compreender que seja assim. Vez em quando alguém de algum lugar se ergue e redefine a arquitetura da Criação. Tantos desses sonhos circulam no Universo das criaturas que mais um menos um impõem os gestos de percorrer os desertos lá de fora.

Acalmar os ânimos de si mesmo vem sendo isto de aprender a viver. Controlar os instintos de enfrentar os desafios quais razão principal. Viver e sobreviver, e aguardar as consequências do que foi feito. Estas nascem das escolhas pessoais, porquanto leis determinam o produto daquilo que plantamos. Correr, não tem aonde. Somos submetidos aos padrões superiores de ordem ainda inalcançáveis, a nós seres humanos.

Por mais profundas sejam as filosofias, dão de cara com essa incapacidade do reconhecimento pleno dos valores que sustentam os pilares de tudo. Máquinas perfeitas em fase de experiência, esses protótipos que aqui atravessam as gerações, somem no infinito dos tempos. Creio ser nítido pensar nas limitações que arrastamos. Porém os frutos crescem nas árvores que plantamos.

Talvez seja por isso a insignificância dos aprendizados das gerações. Vêm, aprendem e desaparecem. A vivência de uns serve de modelo aos outros. Quanto a isto, parece até lento o ritmo desse mecanismo. De comum, os erros tanto se repetem que deixam a impressão de só pura vaidade dos que foram e pura vaidade dos que aqui persistem durante mais algum tempo. Que aprendem, acho que sim, mesmo que numa velocidade por demais reduzida face aos equívocos deixados sucessivamente no chão. Devem melhorar algum dia, alimento esse desejo a meio dos sonhos que vivem comigo durante todo esse tempo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Visite a página oficial do Blog do Crato - www.blogdocrato.com - Há 10 Anos, o Crato na Internet.