12 fevereiro 2021

Saudades dos Tempos Imperiais! Uma dura reflexão – por Armando Lopes Rafael

   A bem dizer, o cargo de  Presidente da República – em qualquer país que adota esta forma de governo – deveria ser o símbolo mais respeitado pela população. Deveria. Infelizmente, isso nunca aconteceu no nosso sofrido e querido Brasil. Iniciamos este novo século (e novo milênio) sendo governados por cinco presidentes. 

    Nenhum deles se afirmou como estadista! Nenhum deles serviu como motivo de união ou de unanimidade respeitosa para a totalidade da nossa dividida população. Um desses, por sua desastrada e incompetente administração, motivou milhões de pessoas saírem às ruas, Brasil afora, pedindo o seu impeachment. Outro, foi preso durante quase dois anos, acusado de corrupção, sendo o único Presidente do Brasil a cumprir tão lamentável papel. Dói dizê-lo.

  Diferentes eram os tempos do Brasil Imperial! Como bem lembrou Dom Luiz de Orleans e Bragança, atual herdeiro do Trono e Chefe da Casa Imperial Brasileira: 

“Mais de 130 anos já se passaram, e os contrastes entre o Brasil atual e o Brasil-Império só têm crescido. No tempo do Império havia estabilidade política, administrativa e econômica; havia honestidade e seriedade em todos os órgãos da administração pública e em todas as camadas da população, havia credibilidade do País no exterior. Havia dignidade, havia segurança, havia fartura, havia harmonia”.

    Nos dias atuais o Brasil tem saudades do Imperador Dom Pedro II, ainda hoje considerado “O maior dos brasileiros”. 

Dom Pedro II, conforme a Constituição do Império
"Imperador aclamado e Defensor Perpétuo do Brasil"


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Visite a página oficial do Blog do Crato - www.blogdocrato.com - Há 10 Anos, o Crato na Internet.