28 fevereiro 2021

Monarquia moderna: qual é o papel do Imperador?

    O Príncipe Dom Luiz de Orleans e Bragança, Chefe da Casa Imperial do Brasil, certa feita comparou o papel do Imperador ao de um maestro, que dirige uma orquestra. O maestro não emite, ele próprio, um som que impeça os outros de serem ouvidos. Não é ele quem toca os instrumentos; ele nem sequer toca um determinado instrumento. Sem impedir cada um dos instrumentos de se fazer ouvir, ele coordena o conjunto, de maneira que todos se fazem ouvir, para a harmonia geral.

    Compete ao Imperador, dentro do estrito âmbito de suas atribuições constitucionais, estimular tudo o que há de bom em seu povo; proteger os fracos, os menos favorecidos; e corrigir o que estiver errado e precisar de correção. Essas três tarefas correspondem precisamente – conforme já destacou seu irmão e imediato herdeiro dinástico, o Príncipe Imperial do Brasil, Dom Bertrand de Orleans e Bragança – ao dever de um pai na formação de seus filhos. Mais do que nunca, deve ser este o papel do Imperador em uma Monarquia moderna.

Fonte: Armando Alexandre dos Santos. Livro: "Parlamentarismo, sim! Mas à brasileira: com Monarca e Poder Moderador eficaz e paternal". 2º ed. São Paulo: Editora Artpress, 2015. Página 83.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Visite a página oficial do Blog do Crato - www.blogdocrato.com - Há 10 Anos, o Crato na Internet.