16 julho 2019

Caririensidade


Vem aí o Centro Cultural Regional do Cariri

Futuras instalações do Centro Cultural Regional do Cariri

     O Governo do Estado do Ceará é só otimismo! Estima que neste segundo semestre de 2019 esteja pronto o projeto arquitetônico do futuro Centro Cultural Regional do Cariri o qual será erguido na cidade de Crato, mais precisamente no bairro Recreio. O Antigo Seminário da Ordem Sagrada Família (conhecida popularmente como Seminário dos Padres Alemães) e onde funcionou também o Hospital Regional Manoel de Abreu foi desapropriado por R$ 4 milhões e abrigará esse novo centro. O início das obras desse Centro Cultural Regional do Cariri deverá acontecer entre o fim deste ano e o início de 2020, com inauguração prevista para os anos de 2021 ou 2022.

     O Centro Cultural Regional do Cariri atenderá a toda população do Sul do Ceará. Uma das suas finalidades é interagir com a cultura popular do Cariri e fomentar outros setores culturais da região. E lá, em meio às salas de biblioteca, auditório grande e mini auditório, memoriais, exposições diversas, etc. haverá a inserção da Chapada do Araripe com suas potencialidades ecológica, arqueológica e paleontológica com as demais manifestações da cultura caririense.

Centenário do livro “Beatos e Cangaceiros”


     Atenção membros do Instituto Cultural do Vale Caririense (ICVC) e do Instituto Cultural do Cariri (ICC) e coordenação do evento Cariri Cangaço: próximo ano comemorar-se-á o centenário da publicação do livro “Beatos e Cangaceiros” escrito pelo médico juazeirense Antônio Xavier de Oliveira, e publicado em 1920.  Não deixemos a data passar em branco. Hoje quem quiser ler esse interessante livro pode fazê-lo entrando no site abaixo, da Universidade da Flórida (EUA), já que no Brasil nunca se adotou tal providência.

http://ufdc.ufl.edu/UF00081163/00001/1x

       Tempos atrás, li num blog (de José Mendes Potiguar) o texto abaixo:
“Consta que das andanças em entrevistas diversas o autor Xavier de Oliveira, também médico cearense e cronista de costumes, convivendo com os fiéis do Padre Cícero no Juazeiro do Norte, em 1915, teve o seguinte diálogo com o Beato Vicente, lenhador de profissão:
“Quis tirar-lhe o retrato. Não o consentiu.
– Isso é coisa da “besta-fera”, disse-me.
– Mas o Padre Cícero tira, ponderei-lhe, para convencê-lo.
 – Sim, mas Cristo também andava sobre as águas e não se afogava. O meu padrinho pode até pisar em fogo e não se queimar. Mas eu é que não quero que o "Capiroto" tenha lá o meu retrato”.

Crato sediará nova unidade de conservação ambiental

    O governador Camilo Santana deverá assinar neste domingo, 21 de julho, no Parque de Exposição Pedro Felício Cavalcanti – ExpoCrato – decreto criando mais uma unidade de conservação ambiental no Ceará: a Unidade de Conservação do Refúgio da Vida Silvestre Soldadinho do Araripe. A nova unidade ficará no município de Crato e terá cerca de 4 mil hectares, garantindo a sobrevivência da ave “Soldadinho-do-Araripe”, pássaro símbolo do Cariri, ora sob ameaça de extinção.

Coordenará a nova unidade de conservação ambiental do Ceará a Secretaria Estadual do Meio Ambiente (Sema).

Patrimônio cultural do Cariri

O jornal “Diário do Nordeste”, edição de 12-07-2019, publicou a matéria abaixo:

"Fora do circuito Crajubar, como é conhecida a junção dos nomes das três maiores cidades do Cariri – Crato, Juazeiro e Barbalha, há muito o que se descobrir na Região do Cariri. Confira três equipamentos nas áreas da cultura e ciência em Santana do Cariri, Assaré e Nova Olinda. 
 
"Museu de Paleontologia - Santana do Cariri

"Considerado uma das principais referências da área do Brasil, o Museu de Paleontologia Plácido Cidades Nuvens exibe a riqueza fossilífera da Chapada do Araripe. A parte superior abriga a exposição permanente com cerca de 300 fósseis (espécies vegetais e animais), revelando a diversidade da região pesquisada. Já o Memorial Plácido Cidade Nuvens apresenta linha do tempo que traça um paralelo entre a história do Museu desde sua fundação e trajetória profissional do professor e seu fundador.

Há, ainda, o território lúdico, no qual encontram-se esculturas inspiradas nos pterossauros e dinossauros do Cretáceo. O equipamento conta também com laboratório de paleontologia, biblioteca, lojinha e o café do museu. Aproveitando a ida à cidade, visite também o Pontal de Santa de Santa Cruz, que integra o Geoparque Araripe.

"Memorial Patativa do Assaré

     A cadeira de balanço de palhinha logo na entrada do Memorial Patativa do Assaré remete muito aos últimos anos de vida do poeta. Era sentado nela, na sala de casa, que ele recebia as visitas e declamava seus versos. O espaço foi inaugurado em 1999, três anos antes de o homenageado falecer, aos 93.

    Abriga objetos de uso pessoal, a exemplo dos óculos escuros e o chapéu, além de manuscritos, títulos e troféus. Traduzidos em vários idiomas, seus livros foram estudados na cadeira de Literatura Popular Universal na Universidade de Sorbonne (França). Com vida simples de homem do campo e sem estudos, o poeta é um dos principais representantes da arte popular do século XX no Nordeste.

    Com o poema “A Triste Partida”, musicado e gravado por Luiz Gonzaga, projetou-se nacionalmente em 1964. Outro grande sucesso, musicado pelo também cearense Raimundo Fagner, é “Vaca Estrela e Boi Fubá”, no qual a temática da seca no Nordeste, com seu povo fugindo da estiagem, é mais uma vez protagonista. Além do Memorial, é imperdível a visita a casa de taipa centenária onde o poeta viveu, na Serra de Santana, cerca de 20 minutos do Centro da cidade.

"Fundação Casa Grande – Nova Olinda

Uma casa azul, no Centro do Município, é convite à imersão da cultura e história caririenses. Ela abriga a sede da Fundação Casa Grande – Memorial do Homem Kariri, uma ONG criada em 1992 com atuação na área infanto-juvenil. Com participantes de até 25 anos de idade, são eles os próprios guias e gestores das diversas áreas de trabalho da Fundação, desde a DVDteca, loja de artesanato, biblioteca, gibiteca e discoteca. Na casa-museu, há um acervo de materiais arqueológicos e artefatos indígenas da região.

     O "Teatro Violeta Arraes e Engenho de Artes Cênicas" é uma das principais atrações, assim como o aconchegante Café Violeta. Destaque maior, no entanto, são os que habitam este projeto repleto de exemplos de vida. Nesse pedacinho de Brasil, há certeza de ser possível mudar a realidade de centenas de pessoas em uma das menores cidades do Cariri. Sim, e tem mais, não deixe Nova Olinda sem conhecer o Ateliê-Museu do Mestre de couro Espedito Seleiro, instalado próximo à Casa Grande.  

Um edifício histórico: a Casa-Mãe das Filhas de Santa Teresa


     Localizada no centro de Crato, a Casa-Mãe da Congregação das Filhas de Santa Teresa de Jesus preserva a originalidade externa de quando foi construída há quase 100 anos.  Parte integrante desse conjunto arquitetônico, a capela de Santa Teresa de Jesus é conservada, até hoje, como originalmente foi inaugurada, em 31 de outubro de 1923. A capela é propriedade da Diocese de Crato, mas está, há décadas, sob custódia da Congregação das Filhas de Santa Teresa.


    O altar-mor da capelinha, esculpido em madeira de lei, em 1923 – pelo famoso artesão cratense mestre José Lucas – tem três nichos. Neles pontificam o trio carmelitano: Nossa Senhora do Carmo, Santa Teresa d’Ávila (Padroeira da capela) e São José. Essas imagens do altar foram adquiridas na Itália, por Dom Quintino (1º bispo de Crato), há 96 anos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Visite a página oficial do Blog do Crato - www.blogdocrato.com - Há 10 Anos, o Crato na Internet.