05 junho 2018

A experiência mística - Por: Emerson Monteiro



Ou o salto definitivo à Eternidade ainda neste mundo ainda, rumo à Luz, caminho da Purificação, pátria de alçar voo aos Céus. Nisto a simplificação dos fins diante das imprevisões da matéria. Desde longe, muito longe, eras remotas, que os humanos batem cabeça no intuito de solucionar o enigma principal das existências. De onde viemos, o que estamos fazendo aqui e aonde iremos. 


O campo onde esse embate acontece fica no íntimo do próprio ser que o somos, no território das consciências em elaboração, espaço interior da história individual. Luta diária face aos desafios e contradições, tangemos adiante o animal que exercitarmos, assim aprendendo em nós mesmos o exercício dos desígnios do quanto acontece e denominamos vida. Síntese de todos os credos, das filosofias, antropologia, psicologia, escolas que esbarram bem no âmbito da elevação das almas aos páramos celestiais. 

Conquanto persistam dúvidas inextrincáveis aos incrédulos, alternativa que haja esbarrará no desconhecido do inexplicável. Isso de apenas negar por si só demanda insuficiência de compreensão. Daí o nível limitado do senso individual, pois o todo único que tudo significa lhes foge à percepção de que matéria e espírito representam os lados indivisíveis da universalidade plena.

Por isso, perante as impossibilidades da transcendência para os que aceitam a ilusão a título de realidade, restam meios físicos de sobreviver durante o aprendizado, até obter a revelação conclusiva, vez que o infinito do tempo e as normas da Natureza isto permitirão logo mais. No entanto, à medida do amadurecimento, os indivíduos, numa espécie de rendição a forças inevitáveis, aprendem que os dias significam deveres e obrigações, motivos de conformação e apostolado nas ações da religiosidade original.

Causa primeira e resolução definitiva dos dramas da sobrevivência do Ser, resta-nos, por isso, tocar em frente o comboio desta Iluminação assim prevista e reconhecida pelos tantos heróis do Espírito que cruzaram a fronteira das limitações, felizes de conhecer a Deus.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Visite a página oficial do Blog do Crato - www.blogdocrato.com - Há 10 Anos, o Crato na Internet.