12 dezembro 2017

Somos isso - Por: Emerson Monteiro

Na busca incessante das vidas, até encontrar Jesus no centro de nossa presença, em nós imaginamos que Ele esteja nalguém ou nalgum lugar fora do nosso coração, e seguimos alimentando horas e situações aonde possamos avistá-lO e nEle depositar nossa inteira existência. Onde está teu tesouro aí está teu coração, disse o Mestre da Galileia. Temos, pois, esse condão, de projetar nós mesmos naquilo que toca mais forte em nossa razão de ser, a essência de si. Os humanos vêm sustentando tais propostas desde que o mundo existe e nele vivem.  "Assim, se alguém lhes disser: ‘Ele está lá, no deserto! ’, não saiam; ou: ‘Ali está ele, dentro da casa! ’, não acreditem. Porque assim como o relâmpago sai do Oriente e se mostra no Ocidente, assim será a vinda do Filho do homem. Mateus 24, 26-27

À medida que nos conscientizarmos da importância da nossa conversão pessoal nas nossas existências, só então ser-nos-á possível a realização plena do Ser nas nossas almas. Eis a equação simples das religiões, das filosofias. A total entrega de tudo quanto há na nossa íntima condição de sustentar a Natureza na vida física. A justificativa de todas as crenças. O motivo da consciência.

Recolhe-te à solidão do teu quarto e falarás com Deus, que Ele habita o teu coração. Reunirá em ti o Universo inteiro. Enfim serás uno contigo e com tudo quanto há. Prudentemente desvendarás o mistério da Existência e revelarás tua fé e teu sentido de viver. Sustentarás o que dizem todos os livros e todas as escrituras sagradas. Acharás a paz dos justos e a dignidade dos místicos. Terás contigo a companhia dos eleitos e a felicidade dos melhores sonhos. Porquanto o tesouro de viver é ser feliz.

(Ilustração: O astrônomo, de Veermet).

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Visite a página oficial do Blog do Crato - www.blogdocrato.com - Há 10 Anos, o Crato na Internet.