06 dezembro 2017

O Cariri muito deve à ação do Padre Ibiapina

Cearense de Sobral, o Pe. José Antônio Maria Pereira Ibiapina, teve uma carreira brilhante como advogado, delegado de Polícia, Deputado Federal. Largou tudo isso com quase  50 anos de idade para ser ordenado sacerdote. E abraçou um imenso trabalho missionário – no século 19 –  percorrendo mais de 600 km pelos Estados do Piauí, Ceará, Rio Grande do Norte, Paraíba e Pernambuco.
Sempre de batina, a pé ou a cavalo, pregava, aconselhava e levava o conforto por meio da palavra para o povo sofrido do sertão nordestino. Organizou missões, construiu capelas, igrejas, açudes, cacimbas, poços, cemitérios, hospitais e chegou a fundar mais de vinte Casas de Caridade para moças órfãs carentes, onde elas recebiam educação religiosa e moral, aprendiam a ler, escrever e trabalhos domésticos, além de terem assistência à saúde.
Sobre o Padre Ibiapina assim se expressou o grande  Gilberto Freyre, no prefácio do livro de Celso Mariz, “Ibiapina, um apóstolo do Nordeste”, 1980: “Ibiapina foi realmente uma enorme força moral a serviço da Igreja e do Brasil. (...) exemplos como o do padre Ibiapina – que,  sozinho, fundou e organizou vinte casas de caridade nos sertões do Nordeste – se impõem aos brasileiros como grandes valores morais.”
(Por Armando Lopes Rafael)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Visite a página oficial do Blog do Crato - www.blogdocrato.com - Há 10 Anos, o Crato na Internet.