28 novembro 2017

Sois deuses - Por: Emerson Monteiro


... E não o sabeis, qual disse Jesus. Nascer e renascer a cada fração de tempo, e se perder no reencontro doutras vezes. Um eterno continuar ainda feito um traste a se bater nas paredes da concha, a pérola lacrimosa de si próprio. Luz que brilha aos céus e brilhará a Si. Busca profana da santidade, autores do gesto desconhecido do ser de perfeição que não conhece, nem sabe, da certeza de existir. Isto, de se ser Deus e não saber.

Andar pelas ruas de país estranho, à cata do endereço que o carrega consigo bem no âmago do coração. Desejo da satisfação já satisfeita da completude invisível nas brumas do destino. Almas salvas, porém audazes e renitentes pecadoras. Sorri sarcástico da sorte dos mártires sendo um deles a caminho do sacrifício. Aceitar de bom grado a condição dos perdidos, todavia ciente da eterna salvação.

Que precisa mais, quando o Cristo nos salvou?!... É tão só aceitar de bom grado o mistério e abraçar o Paraíso. Renunciar a si e dever ser sempre aquilo que renunciou. Abraçar, reviver a paixão e esquecer sonhos de carne. Abandonar o transitório e entregar os apelos desse chão na despedida do inevitável. Nem só de pão viverá o homem, mas de cada palavra quem vem da boca de Deus.

Quantos olhos e nenhum. Soma de todas as cores na luz do silêncio absoluto, nas manhãs esplendorosas. Tudo e todos em mistério algum. O lírio branco das flores. O teto do Infinito. As portas da libertação do Eterno. A imensidão do Sol que plenifica o Tempo e santifica os animais. As crianças alegres.

Do animal a Deus, epopeia das expedições na existência exclusiva do único princípio sem mácula. Desafio de revelar o mapa da Criação nos labirintos deste começo que jamais terá final. Portanto, adotar o princípio da plenitude qual resposta de toda interrogação.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Visite a página oficial do Blog do Crato - www.blogdocrato.com - Há 10 Anos, o Crato na Internet.