26 outubro 2017

Bolsa sobe 0,4%; Dólar cai 0,2%



A Bolsa brasileira conseguiu se afastar do movimento de baixa dos mercados acionários dos Estados Unidos e da Europa e fechou em alta ontem (25), em dia de decisão da taxa básica de juros e votação, na Câmara dos Deputados, da segunda denúncia contra o presidente Michel Temer. O Ibovespa, que reúne as ações mais negociadas, fechou em alta de 0,42%, para 76.671 pontos. O volume financeiro foi de R$ 8,7 bilhões, em linha com a média diária do ano (R$ 8,47 bilhões). O dólar comercial fechou estável em R$ 3,247. O dólar à vista recuou 0,24%, para R$ 3,246. As principais Bolsas mundiais fecharam em baixa nesta quarta.

O índice Dow Jones recuou 0,48%. O S&P 500 teve queda de 0,47%, e o índice Nasdaq caiu 0,52%. Na Europa, a Bolsa de Londres caiu 1,05%, a de Paris recuou 0,37% e a de Frankfurt se desvalorizou 0,46%. Em Milão, a Bolsa recuou 0,81%, em Madri, caiu 0,51%, e em Lisboa, o mercado se desvalorizou 0,67%. Apesar do cenário ruim no exterior, a Bolsa brasileira conseguiu terminar a sessão no azul. Os investidores aguardavam o resultado da votação da segunda denúncia contra Temer na Câmara dos Deputados.

Das 59 ações do Ibovespa, 34 subiram e 25 caíram. A maior alta foi registrada pelas ações ordinárias da Eletrobras, que subiram 3,45%. As ações da JBS tiveram alta de 3,23%, enquanto a Natura se valorizou 3,16%. A ajuda com o impulso das ações da Petrobras, que subiram apesar da queda dos preços do petróleo nos Estados Unidos. O Brent subiu após a Arábia Saudita, principal exportadora de petróleo, reiterar sua determinação para acabar com um excedente de oferta que já dura três anos.

Última Hora
VIA BLOG DO CRATO


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Visite a página oficial do Blog do Crato - www.blogdocrato.com - Há 10 Anos, o Crato na Internet.