12 setembro 2017

Verdades que ninguém ousa negar: Os Pais Fundadores da Nação

Dentre as influências que recebeu o então Príncipe Real de Portugal e Regente do Brasil, Dom Pedro de Alcantara, conduzindo-o a proclamar a Independência do Brasil, destaca-se a de sua esposa, a Princesa Real Dona Leopoldina.
A convivência diária com a esposa ampliava muito o seu horizonte, pois o Príncipe Real Regente escutava atento, com interesse, tudo o que a Princesa Real lhe contava sobre sua terra natal, a Áustria, da Corte de Viena, de seu cunhado, Napoleão Bonaparte, da política e da cultura dos países europeus, dos Monarcas do Velho Mundo, etc.
A cultura da Princesa Real impressionava o seu marido. Era o meio que lhe garantia, após conquistar a confiança do Príncipe Real Regente, uma ascendência crescente sobre o seu irrequieto espírito. Entretanto, para o bem da verdade histórica, convém frisar que o futuro Imperador Dom Pedro I, apesar de não tão bem instruído quanto sua esposa – mulher à frente de seu tempo e de inteligência muito acima da média –, não ficava alheio aos assuntos científicos e intelectuais.
(Baseado em trecho do livro “Revivendo o Brasil-Império”, de Leopoldo Bibiano Xavier).

Retrato: O Imperador Dom Pedro I e a Imperatriz Dona Leopoldina do Brasil
(Postagem original: Facebook do Pró Monarquia)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Visite a página oficial do Blog do Crato - www.blogdocrato.com - Há 10 Anos, o Crato na Internet.