26 agosto 2017

Vamos acordar! - Por: Emerson Monteiro

Certa feita, assisti pela televisão a uma entrevista com um senhor que vivera na Alemanha no período que antecedeu a Segunda Guerra Mundial. Ele descrevia o clima reinante no país naquela ocasião. Espécie de letargia dominava a grande população. Enquanto isso, escaramuças da política ditavam as cartas e Hitler chegara ao poder, logo demonstrando a agressividade dos seus instintos de dar início à conflagração que custaria 70 milhões de vidas, entre mortos e desaparecidos. Mas o povo acompanhava aquilo tudo sob a relativa normalidade. A militarização e o crescimento armamentista que caracterizavam os desejos do ditador rápido prevaleceram através da propaganda e das mobilizações do Estado.  

No auge dos avanços agressivos em relação a países próximos, lá um dia os nazistas reuniram grande massa no Estádio de Berlim no sentido de apresentar os planos da propaganda e consultar os presentes quanto ao apoio à guerra iminente.

Os alto-falantes bradavam hinos e discursos, até o instante da consulta coletiva de apoiar à escalada do conflito mais cruento até hoje acontecido na Terra. Quando consultados, o estádio em peso levantou-se favorável à ação deletéria. O tal senhor de quem faláramos da entrevista na televisão, ali no meio da multidão desvairada, nenhum gesto esboçou, permaneceu sentado no seu lugar das arquibancadas, pois fora voto vencido. Inútil a qualquer cogitação. E o andamento dos acontecimentos seria danoso para toda a Humanidade.

Assim é sujeito a ocorrer em qualquer época diante da maioria silenciosa que dorme acomodada diante das situações da história. Nada vê. Nada ouve. Nada fala. Embriagada nos braços dos prazeres fáceis, acha que tem nada com isso.


Entretanto se sabe da importância da conscientização das pessoas na conquista dos direitos, na obtenção dos resultados da paz, do progresso. Há tempos durante os quais todos nós seremos responsabilizados pelas atitudes de todos. A coerência exige participação, movimentação. Os próprios governantes necessitam saber as aspirações populares, a fim de promover ordem e justiça que farão os dias melhores que construiremos às novas gerações.a

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Visite a página oficial do Blog do Crato - www.blogdocrato.com - Há 10 Anos, o Crato na Internet.