05 agosto 2017

Nesta vida de tanta beleza - Por: Emerson Monteiro

Ademais existe uma certeza maior do que todas, a de que somos o sal da Terra, e se ele perder o sabor com que se irá salgar? – afirmou Jesus. Enquanto que o Verbo se fez carne a habitou entre nós, isto já, por si, apresenta a fisionomia de que somos os artífices escolhidos da felicidade perene, sem quaisquer sombras de dúvidas. Resolver tal qual resolveram os grandes místicos, de achar o caminho da paz interior dentro de Si, e nele o infinito da Luz, quanta razão de viver alegre está assim nos motivos de sonhar na cor da tranquilidade em tudo quanto existe.

Eis o prumo da realização dos vivos, achar a paz no coração, morada de Deus, mar da Eternidade e portal das bênçãos que alimentam o Universo inteiro. Abraçar o gosto de viver e tratar a todos quais irmãos, o que o somos desde sempre. Tempero das melhores histórias, aceitar a essência espiritual e cuidar de ser melhor do que antes foi. Agradecer as razões de estar neste mundo, com carinho e reconhecimento. Quantas luas no céu ainda restam passar até o dia quando acalmaremos as ansiedades, aceitar os milagres da Natureza e mergulhar nas águas do Amor.

Bom, são horas de regressar ao gosto de crescer em nome da Criação. As horas de plantar os frutos da Verdade neste solo vejam nisto o sentido de tudo. Abrir a consciência aos sinais desta possibilidade e cumprir a determinação da vida que transportaremos a dias próximos de uma certeza maior. Construir as novidades que esperávamos, e veremos abrir o clarão das possibilidades. Debaixo da árvore da Iluminação ali Sidarta permaneceu tempo suficiente de receber, no silêncio dos pensamentos, a presença de quem sempre guardara no íntimo, os olhos abertos da Revelação definitiva.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Visite a página oficial do Blog do Crato - www.blogdocrato.com - Há 10 Anos, o Crato na Internet.