01 setembro 2015

Papa autoriza padres a perdoarem mulheres que fizeram aborto

Papa-Francisco

Medida vai valer durante o ano santo da Igreja Católica.
Segundo o Papa Francisco, será o ano do perdão.

 

 

O Papa Francisco autorizou todos os padres a perdoarem formalmente as mulheres que fizeram aborto e buscam o perdão. A medida vai valer durante o ano santo da Igreja Católica, que vai de dezembro de 2015 a novembro de 2016. Segundo o Papa, será o ano do perdão.

Em uma carta publicada, nesta terça-feira (1), pelo Vaticano, o pontífice descreve o calvário existencial e moral enfrentado por mulheres que interrompem a gravidez. Francisco diz ainda que já conheceu muitas mulheres que carregam as cicatrizes dessa decisão tão dolorosa.

Essa é a mais recente revisão da doutrina católica feita pelo Papa Francisco, que tem tentado promover, desde o início do seu pontificado, uma Igreja bem mais aberta e inclusiva. No mês passado, o Papa argentino pediu que divorciados não sejam tratados como excomungados. O aborto, assim como o divórcio, é motivo de excomunhão automática.

Emoção
Na segunda-feira (31), durante uma videoconferência com três cidades americanas, o Papa surpreendeu mais uma vez. Uma adolescente de Chicago se emocionou ao contar sua história para Francisco. Valerie Herrera disse que sofria bullying por ter uma doença de pele e que encontrou conforto na música. Ela chorou durante o relato e o Papa Francisco pediu para que ela, então, cantasse uma música. Ela ficou envergonhada, mas cantou e o Papa agradeceu.

G1

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Visite a página oficial do Blog do Crato - www.blogdocrato.com - Há 10 Anos, o Crato na Internet.