31 janeiro 2015

Congregação das Filhas de Santa Teresa e Diocese de Crato lembraram memória de Madre Ana Couto nos 130 anos do seu nascimento – por Patrícia Silva

Na noite do dia 30 de janeiro, dia em que a Madre Ana Couto completaria 130 anos, a Congregação Filhas de Santa Tereza, familiares da madre e fiéis da diocese de Crato se reuniram na Paróquia Santo Antônio, em Jardim- CE, cidade onde a madre nasceu, para participarem de uma missa em ação de graças pelas grandes contribuições deixadas pela religiosa a região. A celebração foi presidida por Dom Fernando Panico e concelebrada pelo pároco, Pe. Aldízio Nunes.
Dom Fernando recordou a madre Ana Couto como uma das mulheres mais importantes do Cariri, com espírito determinado nas obras que fundou na região, sobretudo nos campos de formação cristã e educacional da juventude e no amparo a velhice abandonada. “A Madre foi um instrumento nas mãos de Deus para que o primeiro bispo da diocese de Crato, Dom Quintino, pudesse realizar o seu sonho de fundar a Congregação Filhas de Santa Tereza. Hoje queremos louvar a Deus pela vida doada ao anuncio do evangelho que ela teve e por ter deixado para nós um grande exemplo de amor, confiança e fidelidade a Cristo”, afirmou.
Fiéis participando da missa em ação de graças em memória do aniversário natalício da Madre Ana Couto. (Foto: Patrícia Silva)
A superiora geral da congregação, em Crato, Ir. Vera Lúcia Alves de Andrade, definiu a madre como uma empreendedora da obra da caridade social. “Madre Ana Couto sempre foi uma mulher caridosa e sensível aos pobres, não é a toa que o seu lema era ‘Caridade e Fortaleza’, tinha um espírito voltado para o pobre e era determinada, mesmo sem nada, sem recurso, sabia fazer as coisas, pedia, afim de que o povo de Deus fosse socorrido. Estes são os maiores ensinamentos que ela deixou para nós, Filhas de Santa Tereza”, disse.
Madre Ana Couto foi a co- fundadora da Congregação Filhas de Santa Tereza e viveu 24 anos como superiora geral da congregação, durante sua vida religiosa fundou o Colégio Senhor do Bonfim, em Icó, Colégio São José, em Iguatu, o Orfanato Jesus, Maria e José, em Juazeiro, e o Abrigo Jesus, Maria e José, em Crato, falecendo em 31 de janeiro de 1947, aos 62 anos, em Crato. Hoje a Congregação Filhas de Santa Tereza está presente em quatro estados do Brasil: Ceará, Piauí, Paraíba e São Paulo.
                                                                    

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Visite a página oficial do Blog do Crato - www.blogdocrato.com - Há 10 Anos, o Crato na Internet.