28 novembro 2014

Hospital São Francisco de Assis inaugurou Pronto Socorro Dom Fernando Panico – por Patrícia Silva

 A nova unidade do hospital que recebeu o nome de Pronto Socorro Dom Fernando Panico, em agradecimento ao apoio prestado pelo quinto bispo da Diocese de Crato

Com o intuito de prestar um serviço seguro, de qualidade e humanizado na área da saúde foi inaugurado ontem, 27, a reforma e ampliação do Pronto Socorro de Clínica Médica e Cirúrgica, Hospital e Maternidade São Francisco de Assis, em Crato. A cerimônia contou com a bênção o bispo da Diocese de Crato, Dom Fernando Panico, que citando São Camilo de Lellis, incentivou a diretoria do hospital, equipe de funcionários, autoridades civis, padres e a população presentes a realizar o trabalho em favor dos enfermos com amor, dizendo “Coloquem mais coração nas mãos, irmãos”.
A nova unidade do hospital que recebeu o nome de Pronto Socorro Dom Fernando Panico, em agradecimento ao apoio prestado pelo quinto bispo da Diocese de Crato, dispõe de: três novos consultórios médicos, sala de recepção climatizada com 74 lugares, sala de classificação de risco, sala de serviço social e ouvidoria, sala administrativa, sala de emergência, sala de procedimentos cirúrgicos para trauma, sala de pequenos procedimentos, sala de curativos, sala de nebulização, sala de medicação rápida, área de higienização de pacientes, quatro enfermarias de observação com total de quinze leitos, dois postos de enfermagem e três repousos médicos, tudo com equipamentos de alta tecnologia e prontos o inicio das atividades.

Dom Fernando abençoando os novos leitos de internação do Hospital e Maternidade São Francisco de Assis. (Foto: Patrícia Silva)
Para o diretor administrativo do hospital, Marcelo Vasconcelos, a concretização do sonho da reforma se deu devido um trabalho grandioso e cansativo feito por muitas mãos. Emocionado o diretor fez agradecimentos a todos os que se empenharam neste objetivo e em especial a Dom Fernando por, na linha de sucessão dos bispos da Diocese de Crato, ter dado apoio para a permanência do hospital, visando o atendimento a toda população, em especial a mais carente.
Atualmente o hospital pertence à Fundação Pe. Ibiapina e desde janeiro de 2004 é administrado pela Sociedade Beneficente São Camilo, sendo considerado referência na área de abrangência que engloba mais de 12 municípios além da sede, pois é Hospital Polo, totalizando 330.634 habitantes em sua microrregião, segundo dados do IBGE.

Galeria Dom Fernando Panico, no Hospital e Maternidade São Francisco de Assis. (Foto: Patrícia Silva)
Com a reforma os pacientes terão a sua disposição atendimento 24h/ dia nas especialidades Clínica Médica, Obstetrícia, Cirúrgica e Pediátrica o que, para Dom Fenando, é uma alegria, pois possibilita a Diocese de Crato evangelizar e dar continuidade aos trabalhos iniciados por Dom Francisco de Assis Pires, segundo bispo da diocese e quem idealizou a construção do hospital. “A Diocese de Crato está feliz, pois vemos hoje que o Hospital São Francisco de Assis se apresenta como os melhores hospitais da região, com valores espirituais e comprometimento profissional e social, valorizando a vida e buscando a cada dia a qualidade e humanização no atendimento. Só temos a agradecer a Deus por tudo”, afirmou.
No hospital foi implantada a galeria Dom Fernando Panico que mostra a história da Diocese de Crato com fotos e objetos expostos em um corredor, apresentando assim uma das parcelas de contribuição da diocese no campo espiritual e no campo social dos fiéis.
História
O Hospital e Maternidade São Francisco de Assis foi fundado em 23 de dezembro de 1936 por Dom Francisco de Assis Pires, segundo bispo da Diocese de Crato, para prestar assistência médica à população do sul do Ceará.
Na década de setenta o terceiro bispo, Dom Vicente de Araújo Matos, passou o hospital para a Fundação Pe. Ibiapina, pois percebeu que as estruturas do hospital não estava apta para atender a todos os pacientes e, com a fundação, conseguiria recursos para a manutenção do estabelecimento.
Mesmo com esta ação de Dom Vicente os equipamentos e a estrutura administrativa foram se defasando e com a chegada de Dom Fernando foi realizado um estudo concluindo que a administração do hospital deveria ser encaminhada a uma instituição especialista em administração hospitalar. Foi então que a Fundação Pe. Ibiapina cedeu, através de um comodato, a administração do hospital a Sociedade Beneficente São Camilo, permanecendo assim até os dias atuais.
Texto e fotos:Patrícia Silva
                                                                                            

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Visite a página oficial do Blog do Crato - www.blogdocrato.com - Há 10 Anos, o Crato na Internet.