23 outubro 2014

TENHO VERGONHA DO BRASIL DE HOJE - Por: Dihelson Mendonça




Tenho vergonha do Brasil de hoje, onde o povão, a massa de manobra preconizada por Lenin, é comprado a Pão e Circo para que um pequeno grupo e seus comparsas se perpetuem no poder. Enquanto não quebrarmos este círculo vicioso, o país não crescerá. 

Deve-se combater a miséria não com programas assistencialistas, mas fomentando a geração de emprego e renda. Hoje em dia, nos bolsões de miséria, principalmente do Nordeste, as pessoas não querem mais trabalhar, mesmo os do campo, preferem esperar pelo dinheiro que NÓS, trabalhadores, os sustentamos. Aí sim, estamos trabalhando para alimentar uma nação de desocupados mantidos pelo governo, sem falar que o Brasil é um país que pela política errônea implantada, caminha para o atraso cada vez mais, com uma taxa de crescimento praticamente nula, inflação galopante e as maiores taxas de juros do mundo. Quem se beneficia com tudo isso ? - Criamos um monstro que cresceu às custas do suor da classe trabalhadora, que começou pequeno, e foi crescendo pela venda de bottons de estrelinhas para arrecadar fundos. Um grupo que criticava a ciranda financeira e os banqueiros, e quando este partido e essas pessoas chegaram ao poder, foram se locupletar na mesa dos mesmos banqueiros que antes criticavam.

Temos um país essencialmente falido e cujo poder está corrompido de forma sistêmica até a medula; Basta dizer que aqueles envolvidos no chamado "Mensalão" como os declaradamente corruptos e condenados como José Genoíno e Zé Dirceu já estão voltando para casa, prova que cadeia no Brasil é somente para pobres. Enquanto não mudarmos esta realidade do Brasil de hoje, enquanto não tivermos a plena conscientização política das classes mais humildes, seremos um país conhecido no mundo apenas pela Corrupção, pela Impunidade, e pela miséria. 

Por: Dihelson Mendonça
Jornalista e Músico


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Visite a página oficial do Blog do Crato - www.blogdocrato.com - Há 10 Anos, o Crato na Internet.