01 outubro 2014

Centenário da Diocese: encerrado a realização dos "Jubileus" com o evento da catequese – Por Patrícia Silva

O Jubileu da Catequese conclui o calendário de celebrações em preparação ao centenário da Diocese de Crato, ficando no aguardo agora da festa maior que acontecerá dia 19 de outubro, às 17h, com missa campal na Catedral Nossa Senhora da Penha, em Crato- CE.
Dom Fernando Panico com a catequista mais antiga da Diocese de Crato, Dona Luiza Justina, 92, da cidade de Porteiras- CE. (Fotos: Patrícia Silva)
No último domingo do mês de setembro, 28, Dia da Bíblia, catequistas da Diocese de Crato celebraram o Jubileu da Catequese, finalizando o calendário de jubileus específicos, em cinco cidades das regiões foraneas. Na Forania I, em Crato- CE; na Forania II, em Barbalha;  na ; Forania III, em Abaiara; na  Forania IV, em Farias Brito e na Forania V, em Altaneira. Em todos os cinco eventos  a programação contou com uma caminhada e a celebração da Santa Missa.
Dom Fernando Panico esteve presente na Forania III, em Abaaira que coincidiu com o encerramento da Festa do Imaculado Coração de Maria, Padroeira da cidadade. Segundo o bispo a presença do catequista na igreja é de grande importância, uma vez que ele faz ecoar os ensinamentos de Cristo a humanidade. “A missão do catequista é ajudar o povo a se colocar diante da realidade de um Deus que é amor, misericórdia, pois exercem a obra de educar os fiéis na fé”, disse.
Como sendo o primeiro catequista da Diocese, Dom Fernando, fala sobre a caminhada da Diocese centenária, agradece a contribuição de todos e pede que através do exercício missionário, os catequistas ajudem as comunidades a terem uma maior clareza da palavra de Deus.
Em Abaiara, o "Jubileu da Catequese" levou uma multidão à igreja-matriz daquela cidade
A coordenadora do Ministério da Palavra, Francisca Sampaio, definiu este evento como um momento eficaz de celebração, encontro e confraternização que animou a fé dos catequistas e de toda a Diocese. “Nestes 100 anos de evangelização se desperta alguns desafios para a educação na fé da Diocese de Crato, em especial como permanecer fiéis ao projeto de evangelização da catequese e responder com mais eficácia aos desafios que a atualidade nos apresenta. Muitas coisas já foram realizadas durante este primeiro centenário e nós temos que dar continuidade”, falou.
Centenas de catequistas estiveram presentes na festividade e, dentre eles, esteve a catequista mais antiga da Diocese, Dona Luíza Justina, 92, da cidade de Porteiras- CE, que disse considerar esse é um momento muito especial. “Sou catequista desde muito nova, amo a Deus e através da catequese tenho como expressar esse amor. Agradeço também a humildade e colaboração de Dom Fernando, gosto muito dele, e na caminhada destes 100 anos ele ficará como um dos grandes colaboradores da catequese”, afirmou.
Para o jovem Mateus Guimarães, 16, a missão de ser catequista foi algo designado pelo próprio Deus. “Sou catequista há quatro anos e isso para mim é um privilégio de transmitir a boa nova do Senhor. A fé vivida anunciada esta sendo vivenciada nestes 100 anos de caminhada da Diocese e o jubileu nos propicia estar em sintonia com todos aqueles que se doaram na história, para o anuncio do evangelho”, explicou.
Em Abaiara, Dom Fernando coroou a réplica da imagem-histórica de Nossa Senhora da Penha, Padroeira da Diocese e da cidade de Crato que será venerada agora naquela cidade  caririense

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Visite a página oficial do Blog do Crato - www.blogdocrato.com - Há 10 Anos, o Crato na Internet.