29 abril 2014

Para você Refletir ! - Por Maria Otilia

Ano de eleição, de novas escolhas. Momento importante para todos nós cidadãos e por isso  precisamos ser cautelosos diante destas escolhas. Não podemos e não devemos  acatar tomadas de decisões baseadas nas negociações de interesses individuais, bajulações, troca de favores, submissão. A humildade, serenidade, bom senso, cautela, senso coletivo, respeito, dignidade,etc.,  são palavras que devem ganhar vida  em cada um de nós. Posto abaixo um texto que fala  da maior virtude de um homem: a humildade. Faça uma boa leitura.

                                   AS LENTILHAS – O CAMINHO DE DIÓGENES


Um dia, estava Diógenes a comer um prato de lentilhas, sentado no umbral de uma casa qualquer.
Não havia alimento mais barato, em toda Atenas, como o guisado de lentilhas.
Dito de outra maneira, comer guisado de lentilhas significava estar no limiar da pobreza.
Passou um ministro do Imperador e disse-lhe:
- Ai, Diógenes! Se aprendesses a ser mais submisso e a adular um pouco mais o imperador, não terias de comer tantas lentilhas.
Diógenes parou de comer, levantou os olhos e, fitando intensamente o endinheirado interlocutor, respondeu:
- Ai de ti, irmão. Se aprendesses a comer um pouco de lentilhas, não terias de ser submisso e adular tanto o imperador.”

Este é o caminho de Diógenes. É o caminho do auto-respeito, da defesa da nossa dignidade acima das nossas necessidades de aprovação.
Necessitar demasiado da aprovação dos outros,
necessitar demasiado da aceitação dos outros,
necessitar demasiado do reconhecimento dos outros,
necessitar demasiado da valorização dos outros,
Pode levar a caminhos desviantes, desviantes de ti próprio.
Se o Preço a pagar for deixares de ser tu mesmo, então o preço é demasiado caro.

Então é como aquele homem que procurava a sua mula por toda a aldeia enquanto ia cavalgando… em cima da sua mula.

O que preferes tu?
Comer as lentilhas ou venderes-te?

Observa bem a tua vida!
E verifica se não o fazes em inúmeras ocasiões, em inúmeras situações.
E verifica se o medo ou a necessidade impera sobre outros valores mais altos.
Observa e vê se isso acontece e decide o queres para ti.

É preferível perder tudo, mas não te perderes a TI!
Podes ter muita coisa, mas se te afastas de ti, ou se te perdes do teu centro, então se calhar não vale a pena.

Podes ter inúmeras coisas, mas não deixes que te "comprem", mas não deixes que te afastem de ti.

Nunca deixes que as circunstâncias exteriores te roubem de tu mesmo, ou te afastem de TI!

Tu és um filho(a) de Deus, és uma obra prima, és único(a).
Assume aquilo que és, a tua individualidade, e todas as bênçãos do céu derramarão sobre ti.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Visite a página oficial do Blog do Crato - www.blogdocrato.com - Há 10 Anos, o Crato na Internet.