02 janeiro 2014

Um livro de Pedro Ernesto - Por: Emerson Monteiro

Em sessão solene da Academia dos Cordelistas do Crato, ocorrida na sede do Instituto Cultural do Cariri em dezembro de 2013 numa homenagem ao jornalista Huberto Cabral, reencontrei Pedro Ernesto Filho, dos estudiosos afeitos à cultura de nossa terra. Na oportunidade, saberia do lançamento de seu livro Por Dentro da Cantoria, compêndio fundamental aos que desejam conhecer de perto as raízes e os estilos da poesia popular brasileira, verdadeira enciclopédia desta matéria. 

Meses antes, ouvira de Pedro Ernesto o quando dedicava a produzir o livro. Poeta repentista, bancário e advogado, trabalhou com esmero construindo esse tratado digno da riqueza da cultura oral, calcada nos valores sagrados e exponenciais que muito honram a civilização, sobretudo das plagas nordestinas. 

O trabalho, realizado com o carinho de quem desde criança se achou na arte literária da canção do povo, oferece didática profícuo, obtendo êxito pleno no objeto enfeixado, esmerada edição do Programa Cultura da Gente, do Centro Cultural Banco do Nordeste. Os tantos estilos da expressão popular, enfim, surge na metodologia por demais transparente e primorosa que o autor bem exercita no intento de consolidar a pesquisa do repente em uma publicação de fôlego sem precedentes. O que surpreende, igualmente, fica por conta do amplo sucesso consolidado naquilo a que se propõe o autor caririense, oferecendo aos artífices da rima instruções acima de toda suspeita na produção de seus versos.

Recheado dos exemplos necessários no que tange a cada gênero mostrado, Por Dentro da Cantoria satisfaz e consolida a manifestação oral de forma saborosa e definitiva. O talento de Pedro Ernesto Filho, somado a seriedade paciente reunida no empreendimento, resultou, pois, em verdadeiro monumento ao estro poético do Brasil, tratado que supre a carência dos que apreciam vates do porte de Juvenal Galeno, Cego Aderaldo, Pinto do Monteiro, Patativa do Assaré e tantos outros nomes imortais no agir do gênio humano, por si sós motivadores de enciclopédia desse porte. 

Reconhecimentos oportunos ao escritor Pedro Ernesto Filho pela efetivação de tão preciosa inspiração. E de parabéns, agora, os nossos repentistas face ao manual de que dispor.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Visite a página oficial do Blog do Crato - www.blogdocrato.com - Há 10 Anos, o Crato na Internet.