18 janeiro 2014

Porta larga, porta estreita - Por: Emerson Monteiro

Há momentos quando vêm considerações a propósito dessa afirmação de Jesus (Buscai a porta estreita, porque larga é a da perdição. Mateus 7), uma vez que a existência sempre corre junto das constantes escolhas, o tempo todo. Isso que acontece nas decisões nos passos, pé à frente de pé, e aceitar as contingências exige o mínimo de equilíbrio, concentração no que se faz no decorrer da caminhada.

Permanecer preso a erros do passado, por exemplo, nada acrescentará à saúde física e mental. Além do mais reclama presença de nós próprios na escolha de quais sentimentos dominam a tela das prioridades individuais em nossas ações do que classificam vida.

Curtir frustrações, ou inimizades, derrotismos, pessimismos, recalques, série extensa das atitudes perversas, sujeitam manter as criaturas presas aos dramas antigos, na história da raça. Olhar só o lado escuro das condições oferece de mão beijada a atenção aos prazeres, aos instintos, ideações negativas em relação a si e aos demais, o padecer dos excessos nessa dependência larga da falta de jeito, pedindo ciência do bom viver.

Por isso, a sabedoria da máxima de selecionar a melhor parte ainda que custe em termos de sacrifício das humanas vaidades permite plenitude e oferece novo merecimento.

A decisão principal representa, pois, acomodação de alienado fora da realidade, que sujeitam fixar os olhos no egoísmo dos interesses próprios, indiferentes às posições que sustentam até chegar ao abuso das liberdades.

Sábio excelente, luz da Eternidade, o Mestre divino significa identificação nos valores imortais que já trazemos no íntimo, porta estreita que pede consciência e prática, caminho da salvação de um estado limitado de existir e, no outro lado, a porta da libertação.

Neste processo de crescimento, portanto, as determinações da Natureza impõem normas que incluem a participação no mecanismo da Verdade  que se revela através da autenticidade.À frente é que se anda, no dizer do povo.

(Foto: Jackson Bola Bantim).

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Visite a página oficial do Blog do Crato - www.blogdocrato.com - Há 10 Anos, o Crato na Internet.