27 novembro 2013

Vereador garante que ATA da Câmara Municipal do Crato foi adulterada para beneficiar parecer jurídico.


Em nota publicada na tarde desta quarta-feira no seu perfil da rede social Facebook, o vereador cratense Bebeto Anastácio disse que após assistir às gravações da sessão de aprovação da CPI, constatou a adulteração da ata do dia 29 de outubro, sessão em que foi aprovada a instalação de uma comissão parlamentar de inquérito.

Segundo Bebeto: "A ata da sessão do dia 29 do mês passado, sessão na qual aprovamos a instalação de uma Comissão Parlamentear de Inquérito é uma farsa, ou seja, foi confeccionada pra dar subsídios ao Assessor Jurídico da Câmara emitir um parecer contrário ao requerimento que deu origem a aprovação da CPI."

Acrescentou: "O próprio Vereador Paulo de Tarso que contestou tanto a instalação da CPI foi quem Secretariou e leu o requerimento no expediente dando entrada, inclusive suprindo o suposto defeito existente no requerimento e em seguida assinado e aprovado por 14 Vereadores como manda o nosso Regimento Interno. E o mais grave, a retificação feita no final da referida ATA diz que as deliberações só foram feitas após a sessão. Isso não aconteceu, foi deliberado no decorrer da sessão, ou seja, apresentado no expediente, e em seguida colhida as assinaturas necessárias como manda o nosso Regimento Interno. Portanto quando o Vereador ( E presidente ) Luis Carlos Saraiva na imprensa disse que a aprovação do requerimento foi após a sessão, não é verdade, mesmo ele dizendo que está na Ata, as gravações da sessão não mentem, elas mostram que tudo ocorreu na sessão e não após a mesma. "

O vereador Bebeto afirma ainda que estará publicando nesta quinta-feira a documentação que respalda estas afirmações, em textos e vídeos das sessões.

Com informações de Bebeto Anastácio


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Visite a página oficial do Blog do Crato - www.blogdocrato.com - Há 10 Anos, o Crato na Internet.