27 novembro 2013

CRATO - Vereadores deram uma rasteira na CPI - Sessão de Terça-Feira, 26 de Novembro


A sessão da Câmara Municipal do Crato andou na contramão do seu regimento interno nesta terça-feira (26), e aprovaram  o parecer  da assessoria jurídica da câmara, contra a criação da CPI, por 12 votos da bancada que apóia o prefeito Ronaldo, contra 05 da oposição. 

O duelo de interpretações do regimento interno entre os vereadores da situação e da oposição ocupou a maior parte dos debates antes da votação, e mesmo assim, com o prazo vencido para o recurso, ( que deveria ser enviado para o plenário não foi ), e sem o parecer da comissão e justiça. O requerimento não podia ser tirado sem as assinaturas dos vereadores que assinaram. Isso não aconteceu, e o requerimento tinha sido votado e aprovado. Segundo o vereador Bebeto: "O presidente mesmo sabendo, vem cometendo a cada dia um ato de improbidade absurda e isso é uma covardia e falta de responsabilidade". 

O presidente Luis Carlos Saraiva culpou a sessão realizada no dia 29/out, com a ocupação tumultuada, das pessoas com vassouras nas mãos, que tinha suspendido a sessão, depois retomou e teve que encaminhar o requerimento  dos vereadores para um parecer jurídico. A decisão era dele, mas resolveu dividir aquela decisão com o plenário que aprovou o parecer pela inconstitucionalidade, e um novo requerimento já está circulando de forma correta onde ele mesmo irá assinar. 

Luis Carlos lembra que o Ministério Público já está apurando e já pediu a quebra de sigilo bancário e de telefone dos vereadores e vai dar todo apoio a essa investigação. Perguntado se o presidente já teria ouvido a fita das denúncias antes da votação das contas do ex-gestor, respondeu  que o Samuel Araripe lhe procurou e no carro dele ouviu parte da fita tendo pedido a fita na íntegra onde foi negado.

O vereador Bebeto disse que vai trabalhar na coleta de cinco mil assinaturas, para através de um projeto popular, a câmara vote a redução de 2/3 pra 1/3, para  abertura de “CPI”, com apenas (7) sete vereadores. Bebeto faz um pedido para a Justiça e Ministério Público, entre com uma ação para afastar logo os vereadores que foram citados na reunião e chamem os suplentes para que seja aprovada a “CPI”. O vereador revela que existiu mais uma reunião que  será importante para a elucidação de tudo. 

Em suma: A câmara vem nadando contra a maré daquilo que a população espera,  com isso, a justiça e o Ministério Público, vão acumulando processos  e mais processos  até que um dia a casa caia. Como diz o ditado: “O peixe morre pelo bolso, ou melhor, pela boca”

Por: Ed Alencar
Repórter/Membro do Blog do Crato e Portal de Notícias Chapada do Araripe
Foto ilustrativa: J. Lopes




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Visite a página oficial do Blog do Crato - www.blogdocrato.com - Há 10 Anos, o Crato na Internet.