31 outubro 2013

Vereador Dárcio Luiz diz que "ESTAVA FORA DE SI", quando disse que Prefeito teria dado dinheiro a vereadores, mas em contradição, descreve com detalhes todo o resto da reunião com o ex-prefeito Samuel Araripe.


NE - FORA DE SI SÓ NAS PARTES QUE LHE INTERESSAM...

Vereador Dárcio Luiz diz em entrevista que "ESTAVA FORA DE SI", quando disse que o prefeito teria dado dinheiro a vereadores, mas em contradição, descreve com detalhes, todo o resto da mesma reunião que teve com o ex-prefeito Samuel Araripe.

"No momento eu estava sozinho, mas tinha uns amigos meus lá na calçada esperando"
Vereador Dárcio Luiz

Em entrevista concedida com exclusividade ao jornalista Tarso Araújo e publicada na manhã desta terça-feira, dia 29 de Outubro a uma estação local, o vereador Dárcio Luiz de Souza, o pivô do chamado escândalo do mensalão cratense, declara que quando foi gravado pelo ex-prefeito Samuel Araripe estava embriagado e fora de si, e não lembra de nada, só sabendo do que falou pelo Rádio, mas ao mesmo tempo conta uma história completa ocorrida na mesma reunião: ( Como é que pode ? )

Segundo o vereador: "Eu, naquela fatídica noite vinha chegando do Crato, parei ali em frente à mercearia do meu amigo Airton e fiquei tomando uns "golinhos" lá. Eu fui e resolvi vir, já era tarde da noite, eu resolvi a vir guardar meu carro (  embriagado ? ) ia voltar pra continuar lá no bar com a turma conversando. Quando eu chego na minha residência, to guardando o carro na garagem ( Embriagado ? ) chega na minha porta o ex-prefeito Samuel. E ele falou comigo, eu falei com ele. Eu entrei, ele entrou atrás com o cunhado e o enteado dele que é lutador, faixa preta, aí sentaram ali na minha mesa e ficou Samuel me assediando para eu votar nas contas da gestão dele"

CABE AQUI UM QUESTIONAMENTO: Como é que o vereador Dárcio Luiz se lembra de tantos detalhes, se ele diz que estava "Fora de Si" somente quando se refere à reunião ocorrida na casa do prefeito Ronaldo ?

Mais à frente, o vereador nega que tenha existido dinheiro para pagamento de propina a vereadores, e diz que apenas disse isso para "se ver livre do Samuel, e realmente, depois disso ele foi-se embora".

DÁRCIO GARANTE QUE FOI SEGUIDO PELO EX-PREFEITO, MAS SE CONTRADIZ QUANDO DIZ QUE O CARRO ERA TODO FECHADO, E "Quem enxerga de noite ?"

"Parece que ele tava me vigiando lá no Crato, sempre carro atrás de mim, era ele, que me acompanhou até Dom Quintino. É tanto, que eu parei lá em frente à mercearia do meu amigo Airton, e "ELE" passou direto...e eu demorei muito tempo lá, aí ele voltou novamente, e eu lá, E eu sem saber quem era, o carro todo fechado, quem é que enxerga de noite ?" ( E como ele sabia quem era, se não enxergou ? )

Dárcio nega que o prefeito Ronaldo tenha falado qualquer coisa em relação a pagamentos, e acusa, na entrevista que teria sido o ex-prefeito Samuel quem teria tentado lhe comprar o voto.

SOBRE O DINHEIRO NO QUARTO DO PREFEITO

O vereador Dárcio Luiz diz que "Ali foi um momento de "emoção" ( Então se lembra ? ), ali eu tinha tomado uns birinaites e eu, sei lá, eu não sabia nem...EU VIM SABER O QUE EU TINHA DITO, quando eu ouvi na Rádio Educadora, mas eu ouvi, fiquei tranquilo porque eu nunca fiz nenhuma extorsão a ele ( Então como pode concluir de certeza que não pediu, se diz que estava fora de si ? ) "Nunca pedi nada a ele nem a ninguém. Eu nunca fiz pedido ao Sr. Samuel nem tampouco a Ronaldo".

"Eu quero pedir desculpas ao povo do Crato porque eu estava naquele momento, FORA DE SI, eu quero deixar bem claro que eu vim saber o que eu tinha falado no dia que eu ouvi na Rádio Educadora."

"Eu tenho a minha consciência tranquila como nunca aconteceu um negócio desses. Eu falei aquilo porque eu não estava no meu ser, eu tava fora de si.

O vereador Dárcio Luiz finaliza dizendo que foi "traído" por alguém que eu pensei que jamais na minha vida de acontecer um negócio desses

LÁ VAMOS NÓS DE NOVO - O vereador Dárcio fala na traição do seu ex-amigo Samuel, mas não fala sobre a traição também que ele fez ao ex-prefeito ao votar contra o parecer do TCM, que após análise, recomendou a aprovação das contas.

Em Qual "Dárcio Luiz devemos acreditar, afinal ? No Dárcio "normal", ou no que estava "fora-de-si" ? Quão fora de si alguém pode ficar a ponto de lembrar somente aquilo que lhe é conveniente e esquecer o que não lhe interessa, como detalhes de que dirigiu o carro da casa do prefeito até Dom Quintino, guardou o carro na garagem depois dos "birinaites", recebeu o ex-prefeito na sua casa com o vereador Guer e o enteado Davi, lembra da conversa, mas só a parte que ele fala incriminando o prefeito Ronaldo e os vereadores, ele diz que ESTAVA FORA DE SI ??????????????

O artista plástico George Macário fez uma pergunta interessante: "Se o vereador diz que estava "Fora de Si", QUEM ESTAVA DENTRO DELE ?

Esta história precisa ser melhor investigada.
Lembrar-se apenas das partes que lhe interessam, é no mínimo, para não dizer outra coisa, um caso "exótico" e "curioso" no estudo das ciências humanas.

ENTREVISTA EXCLUSIVA CONCEDIDA AO JORNALISTA E REPÓRTER TARSO ARAÚJO.
www.blogdocrato.com


2 comentários:

  1. É preciso que o Ministério Público apure os últimos fatos políticos ocorridos em Crato, denunciando todos os envolvidos. Nossa Carta Magna permite direito ao contraditório e a ampla defesa; que todos os culpados tenham uma punição justa. O povo cratense merece respeito.

    ResponderExcluir
  2. Realmente é uma vergonha esta lavagem de roupa suja, de disse me disse. Até agora não entendemos esta história do nobre vereador Dárcio Luiz . Precisa ser esclarecida para toda a população.Principalmente quando tem dinheiro público em jogo.

    ResponderExcluir

Visite a página oficial do Blog do Crato - www.blogdocrato.com - Há 10 Anos, o Crato na Internet.