31 outubro 2013

Jornal “O Povo” de hoje publica comentário sobre Dom Fernando


Pastoreio de Dom Panico, bispo de Crato – por Pedro Henrique Chaves Antero (*)

Há 12 anos dom Fernando Panico está à frente da Diocese do Crato. Foi o primeiro bispo não cearense nomeado para aquela diocese. É italiano e tem uma longa folha de serviços prestados à Igreja Católica no Brasil, particularmente nos estados do Piauí e do Maranhão.
Em razão do seu trabalho pastoral em favor dos romeiros de Juazeiro do Norte, sua atividade de pastor tem recebido críticas, calúnias e retaliamento por parte de poucos clérigos e também por bandidos disfarçados que querem apossar-se dos bens da diocese. É uma guerra imoral e indigna, suscitada por espíritos mesquinhos, contra um missionário do Sagrado Coração de Jesus que veio ao Brasil para propagar a palavra de Deus.
A defesa dos acontecimentos que envolveram a pessoa do padre Cícero sempre exigiu dos seus atores humildade e compreensão. Dom Panico não é o primeiro, nem talvez será o último, que sofre as consequências dos atos praticados e das palavras que são pronunciadas em socorro daquele extraordinário sacerdote.
Padre Francisco Ferreira Antero, secretário da primeira comissão designada pelo bispo de Fortaleza, dom Joaquim José Vieira, para apurar os acontecimentos extraordinários que estavam ocorrendo em Juazeiro, foi perseguido pelo bispo e até mesmo suspenso do exercício de suas atividades de sacerdote.
Entretanto, sem renunciar ao que havia escrito em seu relatório, padre Antero submeteu-se à vontade do pastor e guardou silêncio acerca do assunto até os últimos dias de sua vida na cidade do Icó.
O catolicismo cearense terá que se arregimentar, agora, em defesa de um dos seus pastores que sofre uma perseguição gratuita daqueles que não querem enxergar que os romeiros devem ser evangelizados e que os bens da diocese devem ser preservados em prol do trabalho da própria evangelização.
Para dom Panico, as questões estão praticamente superadas, mas as calúnias terão que ser retiradas, a fim de que a justiça dos homens seja restabelecida.

(*) Pedro Henrique Chaves Antero, professor de Ciências Políticas  – phantero@gmail.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Visite a página oficial do Blog do Crato - www.blogdocrato.com - Há 10 Anos, o Crato na Internet.