23 agosto 2013

Em entrevista, Mantega diminui previsão para PIB e afirma que alta dólar é passageira



A economia vai crescer menos que o esperado pelo governo. Esta é a afirmação de Guido Mantega, ministro da Fazenda, em entrevista ao 'G1', nesta quinta-feira (22). O PIB terá uma previsão menor para os anos de 2013 e 2014.

O ministro foi claro sobre as expectativas de Brasília: “O governo vai trabalhar no orçamento de 2014 e no relatório que vamos ter no mês que vem com a revisão do PIB para 2013. A revisão será para 2,5%”. Em dezembro de 2012, Mantega afirmou que o crescimento seria de 4%. Neste ano, esta meta caiu 1%. Para 2014, “era 4,5%, vai passar para 4%”.

Mantega sobre o dólar: ‘Alta é passageira’

Na última quarta-feira (21), o dólar bateu na casa de R$ 2,45, recorde desde 2008. E Mantega é claro ao afirmar que a alta é passageira. “Essa (alta) excesssiva é passageira. Para onde vai, nós não sabenos. Mas acho que depois da turbulência do Fed, ela volta para patamares menores”, garante o ministro.  Além disto, Mantega garantiu que o governo sabe a causa deste momento turbulento no câmbio: "É um movimento dos títulos americanos e das ações do Banco Central americano. E elas vão refluir em algum momento. O importante é que nosso câmbio é flutuante, e que flutua em todas as direções", afirma.

Alta no combustível é uma incógnita

A alta do dólar preocupa os motoristas. A Petrobras pressiona o governo para uma alta nos combustíveis, mas Mantega afirma que não existe uma necessidade para este aumento automático. "Não é automático, mesmo porque não sabemos quando vai voltar [a taxa de dólar a patamares mais baixos], se vai ficar, não vai ficar. Tudo isto é uma incógnita. Tem que esperar para ver", garante.

Fonte: Yahoo Notícias


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Visite a página oficial do Blog do Crato - www.blogdocrato.com - Há 10 Anos, o Crato na Internet.