28 agosto 2013

CRÔNICA - O Nosso melhor advogado ainda é o nosso exemplo de vida, a nossa integridade e o nosso Caráter !


Quando você for atacado em sua honra, aviltado, tiver suas palavras deturpadas por canalhas para usarem em benefício próprio; Quando você for perseguido com calúnias, difamações, injúrias, ofensas; Quando você for perseguido por pessoas cuja reputação e caráter já são conhecidos por todos como lamacentos e podres; Quando você for intimidado por palavras de violência daqueles que se valem dela para impor a sua autoridade, o terror e a mentira, desejando expurgar a verdade da sociedade; Quando você for ameaçado ainda por uma horda de advogados famintos por dinheiro e você tem tão pouco para pagar por uma excelente defesa, não se deixe abater. 

Devemos lembrar sempre que acima de todas as convenções, o nosso melhor advogado, aquele que fala todo tempo em nosso favor independente dos valores materiais, porque não nos cobra qualquer coisa em troca: É o conjunto da história da nossa vida! Este é o nosso maior tesouro e que homem algum pode roubar!

É precisamente o nosso trabalho, o nosso exemplo, o nosso sacrifício, a nossa luta diária para conseguir a duras penas o "pão com o suor do nosso rosto"; É a alegria de vencer mais um dia de batalhas árduas, quando tudo parecia estar perdido; É a felicidade de poder olhar para trás, contemplar a vida e pensar que faríamos tudo igual novamente. É o prazer de ver um ente querido feliz por um esforço que você realizou ainda que este não o saiba; É o prazer de poder trazer ao mundo pessoas igualmente íntegras que serão a continuação do seu exemplo de ombridade e honestidade; É a dor, o prazer, o suor e as lágrimas de uma vida traçada no âmago de um senso de justiça superior, de um código de ética e moral que está acima das brechas das leis fracas, que permitem que homens maus vençam e os bons sejam punidos em seu lugar; É o amor, as nossas virtudes e a nossa boa-vontade em poder servir ao próximo sempre que possível, emprestando-lhes a solidariedade, independente de sabermos se um dia seremos recompensados ou não. É dar por dar, é fazer o bem por fazer, sem alarde, sem divulgações e sem propagandas. 

É, em suma, o conjunto da nossa existência, moldada por tantas lutas e por uma conduta de integridade que nos representa melhor que qualquer advogado. As pessoas que crêem nesses valores, seguem seu próprio senso ético, que vem do alto, e as leis da natureza, que os ensinam a respeitar as pessoas, os animais e os seres inanimados numa coexistência de harmonia. 

Portanto, se sua vida é correta, e seus valores são positivos, não há o que temer. Duas coisas poderão acontecer se você for levado pelos inimigos até a barra dos tribunais: Ser absolvido, e assim será feita a justiça dos homens; Ou ser condenado, ainda que inocente, quando aí a justiça não tendo sido feita, o colocará lado a lado a outros membros da raça humana muito mais ilustres do que você, tais como Sócrates, Joana D'Arc, Santos Dumont, Jesus Cristo, Galileu Galilei, Ghandi, São Estevão, e tantos outros injustiçados e caluniados que com seu sangue e sua luta, ajudaram a construir o mundo em que vivemos.

Mas você me perguntaria: E qual seria então a vantagem em ser condenado, e porque razão eu não deveria temer ser condenado pelos tribunais humanos mesmo sendo inocente ? A resposta é simplesmente porque há muito tempo atrás alguém muito sábio disse que "Nem só de pão vive o homem". Na verdade, nas pessoas providas de senso ético, o tribunal que mais os acusa ou os absolve está dentro deles mesmas, é o tribunal da nossa consciência. Se formos realmente culpados, e formos absolvidos pelos tribunais humanos, mas não pela consciência, nossa vida será para sempre um verdadeiro inferno de torturas muito piores do que aqueles considerados pela civilização; Por outro lado, se formos declarados culpados, ainda que tendo a plena certeza interior da nossa inocência, homem algum nem pensamento algum poderá infligir sofrimento sobre a alma limpa, sobre aquilo que temos de mais sagrado, que é a nossa Paz Interior. E esta paz não tem preço. Está acima de qualquer consideração, domínio e poder do inimigo; Vive conosco e vai conosco a outras esferas da consciência. 

Portanto, procuremos viver corretamente, não para demonstrar aos homens as nossas virtudes, mas sobretudo, para estarmos em paz com nós mesmos, com o tribunal da nossa consciência, no nosso recanto, onde mesmo diante das piores torpezas cometidas contra a nossa pessoa, homem algum poderá invadir e roubar a nossa verdadeira PAZ. E que durma-se bem, quem tiver a certeza da sua consciência limpa e de outro modo, recebam o castigo eterno aos condenados pelo tribunal da sua própria consciência. Esses jamais alcançarão o perdão! Pois o mal e a desgraça irremediáveis se abateram sobre ela.

Vida Longa e Próspera!

Por: Dihelson Mendonça 


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Visite a página oficial do Blog do Crato - www.blogdocrato.com - Há 10 Anos, o Crato na Internet.