27 março 2013

Cid vai propor desburocratizar construção de adutoras para o governo federal


A segurança hídrica dos municípios cearenses está cada vez mais ameaçada. Prefeitos cobram ações mais rápidas dos governos federal e estadual.

Pressionado com o risco de colapso em diversas cidades do Estado, o governador Cid Gomes disse, nesta terça-feira (26), que vai propor para a presidente Dilma Rousseff, no encontro dos governadores nordestinos, no próximo dia 2 de abril, a ideia de desburocratizar a construção de cisternas e de adutoras nas regiões mais castigadas pela seca.

Cid pretende realizar o que chama de leilão reverso para agilizar as ações.

 "Vou propor que a gente faça uma coisa que já fiz, dois anos atrás, quando tivemos na iminência de um colapso na sede do municpio de Forquilha.

Precisava fazer uma adutora de 10km. Eu fui pessoalmente lá na Câmara de Vereadores de  Forquilha anunciando previamente. Avisamos todas as contrutoras, fizemos licitação de forma expressa, o leilão reverso. Está aqui o projeto, o preço é esse, quem garante fazer por menos", afirmou o governador. Cid admite não ser fácil conseguir que a sua proposta seja aceita porque se trata de recurso federal. "Vamos propor isso, como tem recurso federal tem que ter o aceite do Tribunal de Contas da União (TCU), da Controladoria Geral da União (CGU) e que o Ministério Público não crie problema. Não é uma coisa tão simples, mas vamos tentar", contou.

Segundo o governador, a prioridade serão os municípios ameaçados de colapso. "Estamos vendo a construção de adutoras emergenciais que é o caso de Crateús, Tauá e Quiterianópolis com prazos diferenciados e implantação de adutoras com material mais fácil de utilização, que permita engate rápido para que em 60 dias possam estar instaladas com bombas para  levar água para esses municípios", resumiu.

Via Lindomar Rodrigues


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Visite a página oficial do Blog do Crato - www.blogdocrato.com - Há 10 Anos, o Crato na Internet.