11 fevereiro 2013

"O Povo" on line divulga entrevista de Dom Fernando Panico

Bispo do Crato diz que Bento XVI queria mais pressa na reabilitação de Padre Cícero 

(Matéria publicada no O POVO online, nesta 2ª feira, às 12:12h.)




O bispo da diocese do Crato (no Ceará), dom Fernando Panico, afirma que o papa Bento XVI foi o pontífice que “mais se interessou pelas questões da paróquia de Juazeiro o Norte e as romarias que reúnem 2,5 milhões de romeiros todos os anos”. De acordo com dom Fernando, foi o cardeal alemão que o “incentivou a estudar e iniciar o processo de reabilitação das ordens do padre Cícero Romão Batista”.

“Pena”, segundo dom Fernando, que a reabilitação de Padre Cícero não se dará pelas mãos de Beto XVI que renunciou ao cargo de papa da igreja Católica na manhã desta segunda-feira e Carnaval. “Ele se mostrava incomodado com a lentidão do processo e prometeu, num encontro no Vaticano, que ia acelerar a reabilitação”.

Dom Fernando Panico avalia que o papa Bento XVI é responsável pela abertura da Igreja Católica para a pós-modernidade. Foi ele, segundo o religioso, que continuou a missão “profética” de João Paulo II quando iniciou a chamada “modernização da igreja”.

Bento XVI, de acordo com dom Fernando, “fez dialogar cultura, razão e fé” entre o mundo e o catolicismo. Fez dialogar conceitos que, aparentemente, são antagônicos ou estão colocados em campos de oposição. Ele, segundo dom Fernando, é o papa da “heroica resistência ao relativismo”

O atual papa, que anunciou sua renúncia nesta segunda-feira de Carnaval, é considerado por dom Fernando Panico o pontífice “que mostrou ao mundo caduco que a igreja Católica é jovem”. Sua presença era esperada para a Jornada Mundial da Juventude, que acontecerá em julho deste ano no Rio de Janeiro. “Quem sabe ele estará aqui?”.

De acordo com dom Fernando Panico, a atitude de Bento XVI ter renunciado não é sinal de “fracasso ou fragilidade”. Segundo o bispo da região do Cariri, o ato que surpreendeu o mundo pode ser considerado um “ato heroico, um ato de humildade em reconhecer que não reúne forças físicas para continuar” no comando da igreja. “Se formos analisar um de seus livros, alguns textos e discursos, Bento XVI já vinha preparando a igreja para uma renúncia”.
                               
Demitri Túlio
demitri@opovo.com.br

COMENTÁRIO FEITO POR ARMANDO RAFAEL: 



      Interessante esta matéria da lavra do jornalista Demitri Túlio. Jornalismo sério é isso! Realmente, o bispo de Crato, dom Fernando Panico, teve diversos encontros com o cardeal e teólogo Joseph Ratzinger (tanto quando este ainda era o Prefeito da Congregação para a Doutrina da Fé) como também depois de eleito Papa, agora  com o nome de Bento XVI.
Quase toda a formação acadêmica de Dom Fernando Panico foi feita em Roma. Apenas o Doutorado em Liturgia ele obteve pela Faculdade Nossa Senhora da Assunção, em São Paulo, Brasil.

Nascido na cidade de Tricase (mas naturalizado brasileiro) ao chegar como Missionário no Brasil, no estado do Maranhão, em 1974, o jovem padre Fernando Panico trazia na bagagem – além de excelentes contatos na Cidade Eterna – um imenso desejo de servir ao povo nordestino.  Por modéstia ele não fala nesse  assunto, mas é bom revelar que  um tio de Dom Fernando era o cardeal Dom Giovanni Panico. Este foi Núncio Apostólico do Vaticano em diversos países, dentre os quais: Argentina, Tchecoslováquia, Austrália, Nova Zelândia, Peru e Portugal.  Por outro lado,  um primo de Dom Fernando –  Dom Carmelo Cassati – foi bispo em Pinheiro (Maranhão) e aposentou-se recentemente como Arcebispo Emérito de Trani-Barletta, na Itália.

A matéria faz jus ao excelente currículo acadêmico de Dom Fernando Panico que possui Bacharelato em Filosofia pela Pontifícia Universidade Gregoriana, de Roma;  Especialização e Mestrado em Teologia,  pelo Centro Teológico de Florença, Itália, e pelo Pontifício Ateneu Santo Anselmo de Roma. Dom Fernando também é  Mestre em Teologia Litúrgica e tem Doutorado em Liturgia, pela Faculdade Nossa Senhora da Assunção, de São Paulo, SP.

Alguém, com justa razão, há de perguntar:
Por que com a boa origem familiar que tem  e o excelente currículo que possui, pode Dom Fernando suportar as calúnias de jornais nanicos da imprensa marrom, financiados por interesses escusos ligados à apropriação indevida de terrenos em Juazeiro do Norte? 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Visite a página oficial do Blog do Crato - www.blogdocrato.com - Há 10 Anos, o Crato na Internet.