05 janeiro 2013

Violência cresce no Crato - Por: Wilson Rodrigues


POLICIA DO CRATO REGISTRA 998 ASSALTOS, FURTOS E ROUBOS EM 2012

Entre janeiro e novembro de 2012 a regional da policia civil do Crato registrou 998 furtos, roubos e assaltos no município, enquanto de janeiro a dezembro de 2011 (um mês a mais) foram apenas 810. Os números mostram um crescimento assustador da ação criminal contra a sociedade que vive com medo, se sentindo insegura por falta de proteção do estado. Os assaltantes não escolhem hora e nem local para atacar suas vitimas no centro da cidade ou nos Bairros, sejam crianças, idosos, adultos, homens ou mulheres, bastam portar objetos que chamem a atenção para caírem nas garras da malandragem. A moto tem sido o meio de transporte mais utilizado pelos bandidos que, de arma em punho, geralmente muito bem vestido sem levantar qualquer suspeita, se aproximam do cidadão e agem numa rapidez sem chance de defesa para a vitima. A orientação policial é que as pessoas evitem andar nas ruas após as 22 horas, ficar nas calçadas ou portar objetos valiosos e manter as portas de suas residências hermeticamente fechadas e não abri-las sem antes se certificar quem está chamando do lado de fora.

Essas regras realmente são interessantes, protetoras e necessárias, porem contradizem a norma constitucional que garante ao cidadão a liberdade de ir e vir. As pessoas de bem têm o direito de ficar em suas calçadas a hora e o tempo que quiserem e andarem nas ruas também, sem correrem risco algum. Afinal cumprimos com as obrigações cidadãs como, por exemplo, votar e pagar nossos impostos. A segurança publica é uma das obrigações do estado para com os cidadãos, qualquer criança sabe disto, mas, infelizmente isto vem nos sendo negligenciado por nossos governantes que só falam no assunto quando é em época de eleição. Em se tratando de Ceará, a questão da insegurança publica não está associada apenas a falta de homens nas policias, muito menos de equipamentos e armamento. Achamos que está faltando melhor planejamento estratégico nas corporações e no comando estadual das policias. A sociedade não aceita essa violência, embora saibamos que o problema é mais social do que policial. Esperamos que as autoridades entendam esse comentário como um desabafo em nome da população e não como critica infundada.

Por: Wilson Rodrigues
Radialista/Repórter
Colaborador do Blog do Crato e Portal Chapada do Araripe


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Visite a página oficial do Blog do Crato - www.blogdocrato.com - Há 10 Anos, o Crato na Internet.