07 janeiro 2013

CARIRI - Gestores vão usar recursos em obras de infraestrutura


Na região do Cariri, os investimentos e finanças estão sendo avaliados pelo prefeitos das cidades

Crato. O prefeito do Crato, Ronaldo Sampaio Gomes de Mattos, diz que a fase de transição de governo não auxiliou em muito a sua equipe, ao reconhecer o início de uma gestão atribulada. Ele chama a atenção para o fato de que faltaram repasses de informações precisas a respeito das finanças, infraestrutura e obras em andamento na cidade. Devido a isso, após tomar posse, o novo gestor suspendeu o atendimento ao público na Prefeitura, por um período de três dias. A justificativa para a medida foi a organização interna da casa. Serão feitos uma análise e um levantamento das necessidades, dos débitos e dos compromissos do município, assumidos pela gestão anterior, para que o funcionamento das atividades se mantenha.

Um dos problemas do município do Crato é o Canal do Rio Granjeiro que corta a cidade. No último inverno forte, em 2010, as águas transbordaram, alagando as casas no entorno. A obra de recuperação ainda não foi finalizada fotos: Elizângela santos

Na administração atual, as modificações se iniciam com o enxugamento do quadro de funcionários. Sobre os contratos vigentes, os de maiores impactos serão mantidos. Um dos gargalos da gestão é a infraestrutura da cidade, que é precária. Segundo Ronaldo, o setor da saúde está entre um dos principais problemas, já que não houve avanços relevantes nos últimos anos. Como estratégias para tentar minimizar as demandas da população, vai adotar medidas de qualificação dos profissionais que atuam na área, avaliar o que impede a realização de exames médicos, na rede municipal, a distribuição gratuita de medicamentos e os atendimentos nos Postos de Saúde da Família (PSFs). Quanto a verbas aplicadas na saúde, o prefeito revelou que vai averiguar a quantia que era aplicada por Samuel Araripe e, se necessário, irá investir um valor maior. De acordo com o gestor, alguns contratos que não trazem benefícios relevantes aos cidadãos cratenses serão anulados imediatamente.

Ronaldo Gomes de Mattos já afirmou que, de início, não fará nenhuma mudança radical. Para ele, as modificações na gestão precisam acontecer gradativamente. Somente após seis meses à frente do executivo planeja deixar todos os setores em ordem. Na iminência de um período de chuvas, o gestor já se prepara para enfrentar obstáculos. A cada inverno, o município, que tem geografia irregular, sofre com a ação das águas. Muitos problemas como alagamentos, desabamentos e a existência de várias áreas de risco são frequentes. O que acarreta a proliferação de doenças e demanda uma atenção maior das autoridades. Com a entrada do novo prefeito houve uma mudança quase absoluta do secretariado. Apenas o secretário José Muniz manteve-se na Secretaria de infraestrutura. Entretanto, a pasta foi subdividida, assim como as de educação, saúde e ação social. A iniciativa tem como base os modelos adotados pelos governos do estado e federal, que vem dando certo nos últimos anos e tendo aceitação da população. O desafio da gestão é calçar e sanear toda a cidade.

"Vamos priorizar o que o nosso povo está querendo. A nossa expectativa é de muito trabalho para organizar o município e dar prioridade total à saúde. Nós vamos buscar parceria com os Governos do Estado e Federal para fazer o que for preciso pelo Crato", disse Ronaldo Sampaio Gomes de Mattos.

Fonte: DN


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Visite a página oficial do Blog do Crato - www.blogdocrato.com - Há 10 Anos, o Crato na Internet.