31 dezembro 2012

Padre Alzir Sampaio - Por: Emerson Monteiro


Década de 60, inícios. Eu passaria em Lavras da Mangabeira as férias do meio do ano, época de alegria depois das chuvas sertanejas. Criança, e brincava na praça junto das movimentações de noitadas alegres, algo que lembra felicidade. A energia elétrica durava só até as 21h, se é que a memória permanecer fiel aos acontecimentos relacionados. Ainda assim, após chegar o escuro da noite, postávamos cadeiras em frente da casa de meu Tio Jorge, próxima da Igreja, e ficávamos até mais tarde, quando chegava o sono. A duas casas, na mesma calçada, estava a Casa Paroquial, onde morava o Padre Alzir.

Naquele ano, também passavam férias em Lavras sobrinhos seus, filhos do Prof. Filgueiras Sampaio, vindos de Fortaleza. Esse mestre, irmão do Padre Alzir, era autor dos nossos livros de História e Geografia, no Curso Primário.

Observava com atenção as atividades da casa, administrada por senhora que gostava da gente, e nas noites trazia suco de laranja temperado com pedacinhos de maçã, para mim motivo de satisfação, que desconhecia a nova receita. Vez em quando, surgia o Padre Alzir, figura austera, solene, que demorava um pouco e brincava conosco.

Só depois, já adulto, ao conhecer mais quanto minhas origens, aprofundaria conhecimentos desse sacerdote virtuoso, que deixou marca indelével junto ao povo da paróquia.

Alzir Ferreira Sampaio nascera em Barbalha, região do Cariri, no Ceará, e desempenhara funções de pároco de Lavras durante mais de três décadas, desde 08 de maio de 1938. Nesse período, eu fora batizado na lá Paróquia de São Vicente Ferrer, idos de 1949, nascido em fazenda do município, o Sítio Tatu.

As notícias quanto ao zeloso sacerdote pelos seus paroquianos raiam as margens da legenda, em ricas páginas dos nossos historiógrafos, qual personalidade virtuosa, homem de trabalho e zelo aos seres humanos, integrado na lides religiosa. Realizou melhorias estruturais nos próprios da Igreja Romana a ele entregues. Além disso, participou ativamente da vida administrativa de Lavras da Mangabeira, concluindo o prédio da Igreja Matriz, dando as características arquitetônicas de rara beleza que hoje se mantêm. Já o prédio da Casa Paroquial, de que comentei, adquirira e promovera a reforma física.

Através de dados obtidos junto ao Blog de Lavras, na internet, nas realizações do Padre Alzir constam a criação do Círculo dos Trabalhadores Cristãos, a construção da gruta de Nossa Senhora de Lourdes, a fundação do Patronato São Vicente Ferrer (atual Colégio São Vicente), fundação da Associação de Proteção e Assistência à Maternidade e à Infância, que seria o Hospital São Vicente Ferrer, isto para elencar alguns feitos da liderança evangelizadora que lhe consagraram no seio daquela população.


Por: Emerson Monteiro
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Visite a página oficial do Blog do Crato - www.blogdocrato.com - Há 10 Anos, o Crato na Internet.