20 dezembro 2012

Notícias da Mídia - Por Armando Rafael


Passo em revista as notícias divulgadas nos jornais nesta 5ª feira...  E na certeza de que a maioria serão “notícias (quase) silenciadas” pela mídia, transcrevo algumas para reflexão do atento e inteligente leitor deste blog.

Marcha-ré


A criação de empregos formais no Brasil chegou a 1,77 milhão de vagas no acumulado do ano até novembro, de acordo com dados divulgados nesta quarta-feira pelo Ministério do Trabalho, com base no Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged). Esse é o pior resultado no acumulado do ano desde 2009, quando foram criados 1,68 milhão de postos. A queda foi de 23% de janeiro a novembro de 2012 em relação ao mesmo período de 2011.

Este é um país que vai prá frente

O Brasil perdeu o posto de 6ª economia do mundo. Em 2011 nosso país tinha sido alçado a essa posição, suplantando a economia do Reino Unido. Todos deve se lembrar do “auê” que a notícia causou, fato considerado por muitos como consequência dos “bons governos de Lula” (sic). Em 2012, com a desvalorização do dólar e o fraco desempenho do seu Produto Interno Bruto–PIB, o Brasil perdeu o 6º lugar no ranking das maiores economias do mundo e voltou para 7ª posição no planeta. Ficou atrás, novamente, do Reino Unido. A Economist Intelligence Unit (EIU) que faz o levantamento anual calculou que o Brasil só voltará a ultrapassar a economia britânica em 2016...

Coisas desta república 1

Faltou alguém avisar ao presidente da Câmara dos Deputados, Marco Maia (PT–RS) que o Supremo Tribunal Federal–STF é o “Guardião da Constituição Brasileira”. Marco Maia  declarou que os ministros do STF  “usurparam funções”, ao determinarem a perda de mandato dos deputados envolvidos nas falcatruas do Mensalão.  O presidente da Câmara chegou a ameaçar que não cumpriria a determinação da Suprema Corte. Aconselhado por alguém de mais juízo, Maia voltou atrás. Já  o ministro Celso de Mello, do STF, apenas disse: "Reações ou susceptibilidades partidárias não podem justificar afirmações politicamente irresponsáveis e juridicamente inaceitáveis, segundo as quais não cumprirão uma decisão do STF".

Coisas desta República 2 

Acho engraçado quando os políticos brasileiros dizem: “devemos agir de forma republicana”. Como se o regime "republicano"  tivesse moral para servir de exemplo de ética no Brasil. Um exemplo desse "agir dentro da forma republicana” aconteceu na última terça-feira, quando o ex-presidente Lula recebeu a solidariedade de oito governadores, como forma de um “ desagravo”. À frente do “desagravo” o governador do Ceará, Cid Gomes (PSB).  O Presidente do PSB e governador de Pernambuco, Eduardo Campos, não participou do rapapé ou salamaleque. Ganhou, por isso, pontos perante a opinião pública. Ora, a solidariedade política não pode pôr panos quentes sobre fatos que vêm afetando a nauseabunda “vida republicana”, estejam eles relacionados a subordinados, ou ao próprio ex-presidente. A solidariedade dos políticos, enfim, não é suficiente para eliminar as apurações das denúncias na esfera jurídica.

Enquanto isso

Ah! Esse “PiG”–Partido da Imprensa Golpista! O ministro da Secretaria–Geral da Presidência da República, Gilberto Carvalho, anunciou – num vídeo de 3 minutos divulgado pelo site do PT – para o início de 2013 um agito “brabo”, em que o “bicho vai pegar” (expressões do ministro). Ele prometeu botar a militância petista nas ruas das capitais brasileiras para defender o ex-presidente Lula. Segundo Carvalho, a culpa de todo o desgaste do Cara é culpa da imprensa, que reproduziu as declarações do publicitário Marcos Valério de Souza (feitas à Procuradoria Geral da República) quando disse que Luiz Inácio Lula da Silva teria recebido R$ 100 mil reais do esquema do mensalão, para pagar despesas pessoais.  Já a “Facilitadora Geral da República”, Rosemary Noronha, continua mais calada do que um túmulo.

Escolha acertada

O Partido dos Trabalhadores–PT referendou o deputado José Guimarães (PT-CE) como o novo líder da agremiação na Câmara dos Deputados. Guimarães ficou conhecido nacionalmente pelo "escândalo dos dólares na cueca", quando seu assessor José Adalberto Vieira da Silva foi preso em flagrante no aeroporto de São Paulo – no primeiro governo Lula – com R$ 200 mil em uma mala e outros US$ 100 mil em notas na cueca. Na época, Guimarães – para evitar ser cassado pela Assembleia Legislativa do Ceará (à época ele era deputado estadual) – admitiu ter recebido o dinheiro, R$ 250 mil, e foi denunciado pelo recebimento do valor referente a uma conta do empresário Marcos Valério de Souza.

Reflexão final

Diante dos fatos acima reproduzidos, fico a imaginar o que teria acontecido a FHC se, no seu governo (1995–2002) tivesse ocorrido uma parte ínfima dos crimes perpetrados nos governos que o sucederam... Como diz a sabedoria popular: Nada como um dia atrás do outro e uma noite no meio!

Por: Armando Rafael

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Visite a página oficial do Blog do Crato - www.blogdocrato.com - Há 10 Anos, o Crato na Internet.