07 novembro 2012

SOCIEDADE CRATENSE RECLAMA DA FALTA DE RESPEITO ÀS LEIS.


A nova cadeia publica foi necessária para o Crato? Claro que sim. Construir um prédio próprio para a delegacia de policia civil do Crato é importante? Claro que é. Porem o sistema de segurança publica da cidade cratense está frágil e precisa de coisas muito mais importantes do que cadeia e delegacia em prédios novos, porque já não atende mais as necessidades da sociedade. As nossas policias, ministério publico e poder judiciário precisam de pessoal, equipamentos e material para trabalhar. No fórum do Crato mais de 15 mil processos estão encalhados por carência de magistrados em numero suficiente para julgá-los, segundo já disse o presidente da subseção local da OAB, advogado, Fabrício Felício. Na promotoria publica, um só promotor exerce varias funções alem de responder em outras comarcas da região, a exemplo de Pedro Luis Camelo. O delegado regional, Flavio Santos, disse que a policia civil não tem como realizar uma investigação dentro dos parâmetros que manda a lei, ou seja, começá-la no momento em que o crime acontece.

Nas policias militar e civil o que se vê são viaturas sem condições de uso, armamento obsoleto, munição que parece nem funciona mais, salários defasados e um corpo técnico deficiente. Alguns crimes de morte acontecidos há anos aqui no Crato a sociedade ainda não sabe a autoria porque a policia civil ainda não conseguiu identificar o autor. O promotor de justiça das execuções penais, José de Deus, disse que sempre devolve inquéritos por falta desse item e assim não tem como denunciar o criminoso a justiça.

Enquanto isto, a violência cresce assustadoramente em todos os setores da sociedade. Nos Bairros do Crato o desrespeito as leis é gritante. Menores bebendo, fumando, freqüentando bares e até locais de jogos de azar, alguns deles armados e outros dirigindo veículos automotores, principalmente motos, cruzando ruas acima e abaixo em alta velocidade sem capacete e evidentemente, sem habilitação. Bares e bodegas vendendo bebidas alcoólicas até altas horas da noite sem o mínimo de disciplinamento. Geralmente alguns dos freqüentadores desses estabelecimentos quando resolvem ir pra casa ligam o som do carro em alto volume em plena duas ou três horas da manhã. Nas festas dançantes os absurdos acontecem a olho NU. A sociedade apela às autoridades providencias urgentes com medidas eficazes e resolutivas.

A violência é um comportamento que causa lesão a outra pessoa ou o uso excessivo da força e não está resumida apenas ao desejo de matar ou ferir alguém. A violência que acontece aqui não é privilegio só do Crato, e sim, conseqüência de um País que não tem cuidado bem de nossas crianças, da saúde e principalmente da educação e cultura, associada a má distribuição de renda e outros fatores essenciais.

Por: Wilson Rodrigues
Radialista/Repórter
Colaborador do Blog do Crato e Portal Chapada do Araripe



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Visite a página oficial do Blog do Crato - www.blogdocrato.com - Há 10 Anos, o Crato na Internet.