11 novembro 2012

Padre Airton Freire celebrou neste domingo na Catedral de Crato – por Armando Rafael



Quem é esse viajante?
Quem é esse menestrel?
Que espalha esperança
E transforma sal em mel?
(Trecho da música Menestrel das Alagoas, de Milton Nascimento)

A vetusta Sé de Crato estava abarrotada de pessoas. Silêncio absoluto. A missa foi demorada e todos acharam pouco aquele momento, onde se renovou o sacrifício de Cristo Jesus, desta vez de forma incruenta.
As centenas de pessoas que lotaram a Catedral de Nossa Senhora da Penha – para a missa da manhã deste domingo, dia 11 – acompanharam com atenção  cada palavra – proferidas de forma pausada, serena e sem afetação –  pelo Padre Airton Freire. A fama desse humilde padre corre o Nordeste. Muitos foram em sua direção pedindo uma bênção. A todos, Padre Airton atendeu com calma, atenção e ternura,  fitando, com os  seus olhos azuis,  as pessoas que o abraçavam...
Mas quem é esse Padre,  que deixa um clima de paz por onde  passa?

Na foto abaixo, Padre Airton entre os Padres Edmilson Neves e Aureliano Gondim, à entrada da Catedral de Crato


Um homem nascido no sertão

Airton Freire de Lima nasceu em 29 de dezembro de 1955, na cidade de São José do Egito-PE, cidade em que se batizou. Aos seis anos de idade foi morar em Sertânia-PE, tendo estudado no Colégio Olavo Bilac onde, em 1971, concluiu o primeiro grau. No ano seguinte foi para Recife (PE) continuar os estudos. Inicialmente morou numa pensão, fazendo as refeições na Casa de Estudante de Pernambuco. O segundo grau foi iniciado no Colégio Martins Júnior, mas concluído numa escola técnica onde cursou Desenho e Arquitetura. Em 1975 ingressou no ITER – Instituto de Teologia do Recife, onde estudou teologia e filosofia. Em 1977 ingressou no curso de psicologia na FACHO – Faculdade de Ciências Humanas de Olinda.

Ordenou-se padre no dia 13 de fevereiro de 1982 na Catedral de Sant’Águeda em Pesqueira-PE. No dia seguinte celebrou a primeira missa em São José do Egito, na Igreja de São José. Nessa mesma época foi designado para servir a paróquia do Livramento em Arcoverde.

Fala fluentemente português, inglês, francês e alemão. Lê e fala um pouco: latim, grego e hebraico. Fez formação analítica no Centro de Estudos Freudianos em Recife e pós-graduação em Paulo Freire pela Universidade Estadual do Ceará. Já gravou diversos CD´s com músicas de sua autoria. Tem vocação para escrita, sendo autor de 56 (cinquenta e seis livros).

Em 1984, a convite de um grupo de jovens, veio a conhecer um lugar na cidade usado como depósito de lixo, não obstante a presença de famílias que ali moravam catando lixo para a subsistência. Estarrecido com o que viu, resolveu celebrar uma missa, onde uma criança faminta, ao olhar a hóstia, implorou para comer o que entendeu ser bolacha, tendo o padre acreditado haver uma relação entre o Corpo de Cristo e o pão que a criança precisava para matar a fome.

A partir desse episódio, veio a morar na Rua do Lixo, vivendo como pobre no meio dos pobres, lugar em que brotou a Associação Terra, posteriormente, convertida em Fundação Terra, nascimento que se deu na manhã de 08 de setembro de 1984. Em 1986 foi para Salvador-BA, objetivando ingressar na Companhia de Jesus. Ainda na Companhia de Jesus, foi para Belo Horizonte (MG), lá ficando até junho de 1987, quando resolveu voltar para a Rua do Lixo, endereço que teve até o ano 2000. A partir daí passou a morar na Malhada, um povoado perto de Arcoverde, permanecendo até hoje.

Essa mudança se deu porque no dia 29 de abril de 1999, dia de Santa Catarina de Sena, após jejuns e dias de orações, o padre decidiu criar a Comunidade de Vida dos Servos de Deus e no dia 31 de maio do mesmo ano, no Sítio Malhada, em local denominado Areias, foi marcado o espaço em que seria construída a capela em honra a Padre Pio de Pietrelcina e Nossa Senhora da Conceição.

(Fotos: Armando Rafael)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Visite a página oficial do Blog do Crato - www.blogdocrato.com - Há 10 Anos, o Crato na Internet.