27 outubro 2012

Elevador do Seminário - Pref. Samuel Araripe diz: "É uma das principais obras da cidade" - Por: Ed Alencar


"Eu vejo como uma das principais obras da nossa cidade. Por dois motivos! Em primeiro lugar, pela lei da “ACESSIBILIDADE”, de pessoas que tem dificuldade de locomoção,  teriam a maior facilidade de utilizar o elevador e se deslocar do alto do seminário para o centro da cidade.
 
O segundo motivo, é por conta do “TURISMO”, religioso e não religioso. Em todos os lugares que você chega em Salvador, encontramos sempre um cartão postal do elevador Lacerda, é um ponto de referência e diria até que é um “ICONE” da cidade. Aqui no Crato seriamos a segunda cidade a ter um elevador dessa natureza, que também se tornaria um “ICONE”. Eu tentei por duas vezes, conseguir recursos para implementar aquela obra. A primeira, eu não era prefeito, era o Walter Peixoto, quando nós procuramos o senador Sergio Machado para tentar viabilizar o recurso atravéz do Ministério do Turismo, não conseguimos. A segunda vez, foi quando  em 2005,nós elaboramos o projeto de revitalização da encosta do seminário com a participação do Governo do Estado e do Banco Mundial, um projeto discutido há sete anos e tenho ata de participações de todas as reuniões, tanto aqui como em Fortaleza e tentei junto com o arquiteto Luciano Magalhães defender esta tese, mas infelizmente o Banco mundial, não assimilou aquela obra do elevador.
 
Nós a sociedade organizada, deveremos insistir nessa obra, insistir muito. Algumas pessoas acham que essa seria uma obra deficitária, mas tem que entender que o poder público  ele tem que investir em obra deficitária de alcance social imenso, que é o caso.  O poder público não deve pensar naquela obra, como um equipamento que o poder público vai “GANHAR DINHEIRO”, não podemos pensar assim e sim, no social. Acho que a sociedade do Crato deve  voltar a insistir, para que essa obra seja efetivamente construida."

Pref. Samuel Araripe
Reportagem Ed. Alencar

Um comentário:

  1. Como cratense, eu bem que gostaria de ver essa idéia posta em prática e esse elevador funcionando. Acredito que não seria inviável. Seria uma forma de tornar o Crato mais conhecida pelo restante do Brasil. Aqui mesmo em Fortaleza quase não se ouve falar no Crato. Imagine por esse Brasil afora. No dia seguinte às eleições do 1°, dia 8, o jornal "Diário do Nordeste" publicou em sua primeira página o resultado das eleições nos maiores municípios do interior do Estado. Tinha Quixadá, Itapipoca, Crateús; cidades e municípios menores e com muito menos eleitores do que o Crato. E nada de mencionar o Crato. O motivo todos já deveriam saber. Não há divulgação da nossa terra. Enquanto isso, outros municípios fazem todo tipo de promoção. Há até aqueles que trazem "videntes" a Fortaleza para afastar riscos de tsunami, fato transmitido até pelo "Jornal Naiconal".

    ResponderExcluir

Visite a página oficial do Blog do Crato - www.blogdocrato.com - Há 10 Anos, o Crato na Internet.