19 agosto 2012

O Título de Cidadã Cratense a Bárbara de Alencar - Por: Alessandra Bandeira


Em 2007 comecei uma profunda pesquisa sobre a vida de D. Bárbara de Alencar e sua família, quando descobri fatos que nao constavam nos livros, como por exemplo, a vida da sua filha, por nome Joaquina, figura também importante na revolução de 1817. Até então, todos os livros já publicados só davam destaque a seus dois filhos homens e a Bárbara.  Em 2009, cheguei à conclusão que para podermos falar mais sobre Bárbara de Alencar, era preciso primeiro reconhece-lá como cidadã cratense, e que após desse reconhecimento, poderíamos reabilitar sua história, que é  desconhecida por muitos, e vista sob uma ótica positivista, não se trata em construir uma imagem de heroína, mas sim dar-lhe destaque como a primeira mulher revolucionaria, a primeira presa política, e sobre a  própria participação da mulher na política, que ainda hoje é pequena, embora as poucas que chegam ao poder são merecedoras de nossa admiração.

Foi uma longa jornada até chegarmos a este título, pois havia alguns vereadores sequer sabiam quem era  D. Bárbara e qual a sua importância na história, além de desconhecerem a concessão de títulos para pessoas já falecidas. Obviamente, como nao sou legisladora, tive que entregar o projeto a um vereador que acreditasse e conhecesse a importância de D. Bárbara e entendesse que esse era o primeiro passo para sua reentrada nos livros de história, e apenas o então presidente da câmara, na época Guer, acreditou e acolheu o projeto, e junto com o então presidente da fundação cultural J. de Figueiredo Filho, George Macario, esse processo aconteceu, já que minha preocupação maior fosse que usassem essa ação de forma eleitoreira ou pessoal já que muitos usam seu nome, mas nunca fizeram nada para que Bárbara tivesse seu reconhecimento e que garantisse a população o acesso a esse título; Nada mais justo do que ele ficar no museu histórico, junto com os pertences dessa grande mulher.
O caminho nao foi fácil, mas me sinto feliz e honrada, pois assim como Bárbara, nao sou cratense de nascimento, mas sim de coração e ver esse título entregue nesse sábado é ter a certeza de que de alguma forma, hoje Bárbara de Alencar obtém o justo reconhecimento da sua importância histórica . Demorou séculos para que esta heroína viesse a receber este reconhecimento, e hoje mais do que nunca tenho a certeza de ter feito minha parte como historiadora.
Por isso convido a todos e todas cratenses a se fazerem presentes neste sábado dia 18 de agosto, data comemorativa de Bárbara de Alencar, a se fazerem presentes às 19h no Teatro Salviano Arrais Saraiva, e juntos possamos abrilhantar mais essa noite em que o Crato reconhece a contribuição dessa grande mulher na história Cratense , Nordestina, Brasileira e Mundial.

Por: Alessandra Bandeira
Historiadora - Autora do projeto de cidadania cratense a Bárbara de Alencar 



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Visite a página oficial do Blog do Crato - www.blogdocrato.com - Há 10 Anos, o Crato na Internet.