29 agosto 2012

CRONIQUETA - POR ANTONIO MORAIS


Já li diversas historias de crianças. Quanto mais leio mais me convenço da sua inocência e ingenuidade. Hoje vou falar de uma experiência própria vivida por mim em meados da década de 1990, em nossa fazenda. 

Era costume, vez por outra, desaparecerem animais de pequeno porte: carneiro, bode.... O encarregado dizia sempre: é a danada da onça da Serra do Giriboé que está matando e comendo esses animais. Eu acreditava no encarregado e na historia da onça. Visitava a fazenda sempre nos dias de Domingo, mas um dia, num feriado municipal, me deu uma veneta e fui a fazenda de surpresa. 

Chegando lá encontrei o maior silencio, só os meninos brincando debaixo da sombra do trapiazeiro que ficava em frente da casa. Dirigi-me ao Tico, filho mais velho do casal, de apenas oito anos de idade: Ta tudo bem por aqui Tico? Respondeu-me com a maior prontidão: tá, pai matou um “bodim” e foi mais mãe vender o couro na rua! Pode ter Inocência maior. Eu fiquei encabulado e voltei sem comer da fussura do meu bodin.

Por: Antonio Morais

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Visite a página oficial do Blog do Crato - www.blogdocrato.com - Há 10 Anos, o Crato na Internet.