27 julho 2012

VINHO ESPECIAL DE CAMBUÍ É PESQUISADO E DESENVOLVIDO NO CRATO - Por Ed.Alencar



Em 2005, o Eng. Agrônomo JOSÉ DE ARAUJO MARÓPO, realizando no Crato, uma pesquisa mercadológica com produtos da AGROBIODIVERSIDADE na Chapada do Araripe ACB,    (Associação Cristã de Base) experimentou o fruto CAMBUÍ e despertou sua curiosidade com o açúcar que a fruta continha e que poderia ser transformado em ÁLCOOL. Ele não perdeu tempo e partiu para as pesquisas, analisando o potencial da fruta para a produção do VINHO, foi surpreendente a descoberta da qualidade do vinho produzido pelo CAMBUÌ como sabor único no mundo. Outros derivados da fruta surgiram como: Farinha da casca, altamente nutritiva, Geléia, Sucos, Sorvetes e Picolés, doces, cocada  e sua falha é usada como chá contra diarreia. Para o Eng. Marópo, as pesquisas continuam, tem na sua residência seu pequeno laboratório, que busca aprimorar a qualidade do produto a cada dia. A fama do novo VINHO, já ultrapassou fronteiras, seu sabor incomparável, já foi saboreado por estrangeiros Suíços, Portugueses Alemães e Argentinos, pessoas de apurado paladar que gostaram e levaram para seus países, com resultados positivos, uma proposta vindo da Suíça para o fabricante que não pode atender, por esta ainda caminhando na sua produção artesanal  e orgânico. O futuro é promissor, o Vinho de Cambuí, já está “PATENTEADO”, apenas no aguardo do registro, assim como o CNPJ.

O Vinho de Cambuí contem teor de álcool de Grau% 11,3º, foram analisados nos laboratórios da EMBRAPA em Petrolina PE, no Rio de Janeiro através do ENÓFILO Marcelo Andrade, especialista em degustação com uma equipe de degustadores entre 15  a 20 pessoas  e deram nota 8 para o Vinho de CAMBUÌ, chegando a ser comparado com os dois melhores vinhos do mundo o BAROLO de Portugal caríssimo que chega até 800,00 reais e o RIOJO da Espanha por volta de 600,00 reais. Para o produtor Marópo, toda sua produção experimental e artesanal, é vendida a um custo de 20,00 reais a garrafa. A procura é grande, mas só após os tramites legais dos registros e investimentos nos equipamentos para  fabricação, é que ira atender os pedidos. A grande dificuldade no momento são as embalagens, as garrafas estão sendo adquiridas na forma de reciclagem na região.
COMPRA PRODUÇÃO E PLANTIO DO CAMBUÍ.                                                        

O fabricante paga hoje, R$ 1,00  por kg. ao produtor, que recebe as sementes de volta. A produção da região do Cariri, em especial na Chapada do Araripe, chega até 400 mil kg. Explica Marópo: Não dá para comparar as vantagens numa tarefa plantada de mandioca com uma tarefa de Cambuí, exemplo: para uma tarefa de Cambuí, pega em média 1.600 pés, a partir do 5º ano, vai produzir de 10 a 12 kilts por pé, o lucro supera ao plantio da mandioca numa produção de 2 anos,  que são necessárias   24 carpinas, junte aos custos do produto final, somando-se ao transporte é prejuízo.Observa-se hoje um crescimento do plantio do Cambuí pelos agricultores rurais na nossa região, em especial na chapada do Araripe.
AS BOAS NOTÍCIAS: 1ª) É um produto genuinamente Cratense. 2ª)  O Vinho Contem grande teor de “TANÍNO”, um eliminador de radicais livre no organismo. 3ª)  Se as próximas pesquisas constatarem a presença  de “RESVERATROL”, passara a ser um VINHO MEDICINAL , BOM PARA O CORAÇÃO.

Por: Ed Alencar
Radialista/Repórter
Colaborador do Blog do Crato e Portal Chapada do Araripe 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Visite a página oficial do Blog do Crato - www.blogdocrato.com - Há 10 Anos, o Crato na Internet.