29 junho 2012

POLÍTICA CRATENSE - O "quase" cenário


Na reta final do segundo mandato consecutivo, Samuel Araripe (PSDB), prefeito do Crato, a 504 km de Fortaleza (Cariri cearense) lançou um nome fora dos quadros tucanos: o do ex-chefe de Gabinete, Cícero França (PV). O também ex-secretário municipal da Saúde contará com o apoio de outros três partidos (PTN, PTB e DEM). Na oposição, o principal representante é o deputado estadual Sineval Roque (PSB). Ex-prefeito de Antonina do Norte, o candidato contará com o apoio de dez legendas, além de ser ligado aos Ferreira Gomes. Para tentar evitar a polarização entre França e Roque, outras opções políticas movimentam-se no município, apesar das dificuldades de acordo entre os líderes locais. As convenções partidárias vão até o próximo sábado, dia 30. 
Um desses esforços vem do vice-prefeito Raimundo Bezerra Filho (PPS). Rompido com o grupo de Samuel, ele prega a união das siglas da oposição em torno de Sineval. Mas avisa: caso isso se mostre impossível, até ele sairá candidato a prefeito. Nesse cenário, ele teria o apoio do PR. Bezerra Filho também não descarta disputar, novamente, a prefeitura na condição de vice. Nesse caso, subiria no palanque tanto do candidato do PSB quanto de Ronaldo Gomes de Matos (PMDB) ou mesmo Marcos Cunha (PT). Isso, antecipa, apenas se houver um único palanque.
Mas isso não será fácil. Gomes de Matos estaria disposto a entrar na disputa, independentemente de acordo entre os opositores. Para isso, já contaria com o apoio do PSL e PCdoB. Com esse pequeno arco de aliança, o peemedebista seria uma terceira via sem musculatura.
Só não estaria em situação mais frágil do que Marcos Cunha: sem fechar acordo com outras legendas, o petista corre o risco de entrar isolado na corrida eleitoral.
Mais indefinição
Para completar o quatro de indefinição no município do Crato, o PCdoB aparece como o partido mais assediado nessa fase de definição de palanques. O partido chegou a descartar um convite de Samuel para ser o candidato a vice-prefeito. Nos bastidores, a decisão do presidente Samuel Siebra já é vista como o maior erro da sigla, até agora. Mais recentemente, o PCdoB abriu a possibilidade de apoiar o peemedebista Gomes de Matos sem, no entanto, indicar o nome a vice. O PMDB estaria de olho em Laércio Teles e Luís Carlos Saraiva.

ENTENDA A NOTÍCIA

Caso siga sem um terceiro nome de peso, que consiga agregar os vários grupos políticos locais, a oposição, dividida, poderá assistir à polarização entre o candidato do prefeito e a candidatura apoiada por Cid Gomes. 
Quem poderá disputar a sucessão de Samuel Araripe

Cícero França (PV)
Advogado, é ex-chefe de Gabinete e ex-secretário de saúde do Município. É apoiado pelo atual prefeito, o tucano Samuel Araripe
Raimundo Bezerra Filho (PPS)
Empresário, é atual vice-prefeito da cidade. Rompeu com o grupo de Samuel Araripe. Ligado politicamente a Lúcio Alcântara
Marcos Cunha (PT)
Médico, foi candidato a prefeito pela primeira em 1988, quando tirou o último lugar. É vinculado ao deputado federal José Nobre Guimarães
Sineval Roque (PSB)
Empresário, está no quarto mandato de deputado estadual. Foi prefeito de Antonina do Norte. Contará com o apoio dos Ferreira Gomes
Ronaldo Gomes de Matos (PMDB)
Empresário, disputará uma eleição pela primeira vez. É ligado ao senador Eunício Oliveira (PMDB).
Fonte: Jornal O Povo


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Visite a página oficial do Blog do Crato - www.blogdocrato.com - Há 10 Anos, o Crato na Internet.