13 maio 2012

Cresce demanda por diarista no Cariri


DomesticaCrato Entre os anos de 2004 e 2008, o Município de Juazeiro do Norte registrou um crescimento de 157% em seu Produto Interno Bruto (PIB), de acordo com o Instituto de Pesquisa e Estratégia Econômica do Ceará (IPECE). Esse crescimento econômico induziu a chegada de novos empreendimentos de grandes e pequenos porte e a instalação de universidades, o que provocou um aumento da população e também a demanda por novas atividades profissionais. É o caso da grande procura por serviços de diaristas. Na região do Cariri, há apenas duas empresas especializada no fornecimento deste tipo de mão de obra. A carência por profissionais do setor ainda é grande.  Ainda de acordo com Ipece, no Município de Juazeiro, apenas 15,80% da população possui emprego formal, e desses empregados apenas 13,64% é sexo feminino. Porém, algumas mulheres não contribuem com o crescimento destes índices. Uma parte delas ainda está desempregada. Geralmente, são moradoras de bairros periféricos e com baixa escolaridade. Diante da ausência de renda destas mulheres e da necessidade de acompanhar o processo de desenvolvimento da cidade, o Associação dos Estudantes em Livre Iniciativa (Sife), organização formada por estudantes universitários de todo mundo (instalada em Juazeiro desde 2008), em parceria com o Sebrae, WalMart e Universidade Federal do Ceará (UFC- Cariri), está realizando um curso de formação de técnica em diaristas. A partir da próxima semana, serão mais 13 profissionais inseridas no mercado de trabalho. O projeto Donas de Casa é realizando através de um curso que seleciona e capacita um grupo de mulheres para trabalhar como diaristas. Além de gerar renda, um dos objetivos do projeto é que as participantes possam, através de seu trabalho, criar uma referência de qualidade e profissionalismo na prestação de serviços de limpeza, uma vez que esse tipo de profissional é escasso no Cariri.

Nas aulas do curso de formação, são oferecidas noções administrativas, cooperação, empreendedorismo, atendimento ao cliente, finanças pessoais, ética profissional, higiene pessoal, etiqueta, uso de eletrodomésticos, cuidado com o meio ambiente, orientações sobre desperdício, dicas de limpeza e também misturas caseiras. Os parceiros do projeto irão promover um evento de lançamento das mulheres formadas para o mercado de trabalho. A ideia é organizar um plano de propaganda, que ajude a divulgar o trabalho oferecido por estas mulheres. Uma empresa do setor, irá realizar o acompanhamento dos serviços desenvolvidos por elas em um período de 4 a 6 meses nas residências onde trabalharem.

Para a diarista Cecília Limeira dos Reis Barreto, o curso vai modificar sua vida. “Para mim, esse curso foi muito útil. Com ele, aprendi a ter mais responsabilidade e como devo me comportar no serviço. Agora vou poder trabalhar, ficar independente e cuidar melhor de minha família”, revela a profissional.
A Sife está analisando as possibilidades de novos financiamentos e parcerias para a formação de novas turmas de técnicas diaristas. Os requisitos exigidos estão: mulheres que necessitem de trabalho, que não sejam analfabetas, que possua vínculo de confiança na comunidade onde residem e com alguma experiência no ramo. A seleção inclui entrevistas e aplicação de questionários com elas e com os membros da comunidade. As inscrições poderão ser feitas a partir do segundo semestre deste ano, no Grupo Espírita da Fraternidade Irmã Sheila (Gefis).

Mais informações:
Sife UFC-Cariri
Av. Tenente Raimundo Rocha- S/N
Bairro Cidade Universitária
Telefone: (88)8816.4026
YAÇANÃ NEPONUCENA
REPORTER DIÁRIO DO NORDESTE

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Visite a página oficial do Blog do Crato - www.blogdocrato.com - Há 10 Anos, o Crato na Internet.