26 abril 2012

CRATO - Doentes têm sintomas de intoxicação devido a um Sushi comprado no Mercadinho São Luiz


NE - Desde algum tempo dizem as más línguas que várias mercadorias do Mercadinho São Luiz são próxims de vencer o prazo de validade. Fiquem de olho...

Crato. Cerca de oito pessoas deram entrada nos Hospitais São Miguel e São Francisco de Assis, em Crato, com suspeita de intoxicação alimentar. Todos os pacientes apresentam um quadro clínico similar. Eles sentem náuseas, febre, fortes dores abdominais, diarreia, mal estar, ânsias de vômitos e tonturas. Do grupo que está internado, quatro pessoas apresentam um quadro de saúde mais delicado e estão sob observação. Porém nenhuma corre risco de vida.

De acordo com os relatos, os sintomas surgiram logo após a ingestão de um único alimento, o sushi, que pode ser a causa da intoxicação. Os pacientes estão passando por exames para saber se, realmente, o alimento foi o causador do problema de saúde.

As pessoas que permanecem internadas, dizem que os sushis foram comprados no Mercadinhos São Luiz, filial do Crato. Para averiguar a possibilidade de contaminação do alimento, uma equipe da Vigilância Sanitária do Município esteve no local e recolheu amostras dos produtos para encaminhar o material ao Laboratório Central de Saúde Pública do Ceará (Lacem), onde as amostras irão passar por uma análise laboratorial mais detalhada. A investigação poderá confirmar ou não a contaminação do alimento.

De acordo com a funcionária pública Lívia Maria Feitosa Guedes, que também consumiu o alimento, a maior dificuldade no momento está sendo a de conseguir atendimento hospitalar. Ela afirma que constantemente ia ao Mercadinhos São Luiz para comer sushi.

"Além das dores, a gente está tendo que enfrentar a dificuldade de conseguir atendimento nos hospitais da cidade, mesmo que seja particular. Eu sempre comi o sushi do São Luiz e nunca senti nada, essa foi a primeira vez que o alimento me fez mal", afirma. Os pacientes acreditam que pode ter faltado estrutura apropriada para acondicionar, manusear e servir adequadamente o alimento, já que trata se de um produto feito à base de peixe e arroz. A venda de sushi no estabelecimento está interrompida desde a última terça-feira. De acordo o sub gerente do Mercadinhos São Luiz, Dorgival Gonçalves, a princípio não há nada que confirme a contaminação do alimento. Segundo ele, o material para a produção dos sushis permanecem em uma câmara fria e a comida é preparada minutos antes do consumo. "Enquanto não houver uma análise laboratorial que afirme que o nosso produto estava estragado não nos pronunciaremos. Inicialmente, não existe nada formal que indique isso. Estamos analisando quais serão os procedimentos que iremos tomar, tanto com relação aos clientes como a venda de sushi", revela.

Uma gerente de qualidade, responsável pelo padrão de qualidade das 12 filiais do grupo de Mercadinhos São Luiz já está no Crato para investigar o que pode ter ocorrido.

Mais informações:

Associação dos Estudantes do Estado do Ceará (Asec)
Rua Pedro Borges, Nº 75 - Centro
Fortaleza
Telefone: 3094.4747

YACANÃ NEPOMUCENA
Repórter do Jornal Diário do Nordeste

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Visite a página oficial do Blog do Crato - www.blogdocrato.com - Há 10 Anos, o Crato na Internet.