15 março 2012

DENÚNCIA - Mais descaso envolvendo o Hospital São Francisco de Assis em Crato


Casal passa por maus momentos no Hospital São Francisco


NE - Quase toda semana, recebemos alguma denúncia contra os hospitais do Crato. Denúncias de maus-tratos, denúncias de negligências. Quase sempre as pessoas não querem se identificar por medo de represálias ( Engraçado! No Brasil, os que estão certos é que tem medo dos que cometem atrocidades ). Sendo que a maioria prefere apenas relatar ocorrências a fim de que se investigue, essas denúncias não são publicadas, pois no Blog do Crato, somente denúncias perfeitamente identificadas podem vir a público, como essa que foi postada no Facebook por Ilanna Tenório Campos, que fala num problema que já se torna crônico: Os maus-tratos e a negligência aos pacientes em alguns hospitais e com alguns médicos ( E olha que o atendimento é pelo convênio Unimed ). Ela escreveu sobr a sua experiência com o Hospital São Francisco:

"A saúde na cidade é precária, mas só quando se necessita dela é tomamos a real dimensão da falta de investimento seja do município, governo estadual ou federal, na qualificação dos profissionais, seja do atendente ao médico.

Meu filho de 1 ano e 8 meses levou um corte no pulso que precisava ser suturado com uma certa urgência, fui em um Hospital perto de casa disseram que o único que podia atender criança era o Hospital São Francisco de Assis. Fui, cheguei lá por volta de 18:10, fiz a ficha e tome espera. A emergência com um cheiro de tinta, um monte de gente, um lugar abafado, não tinha nem água e o médico de plantão, cujo o horário era pra ser às 19:00, só tinha previsão pra chegar ao hospital talvez as 22:00 - E só iria mais cedo se houvesse uma emergência.

É uma vergonha para uma pessoa ser vista por um médico só se levar um tiro, uma facada ou for amigo do dito cujo e olha que era Unimed, imagine uma pessoa que necessita do SUS, MORRE aqui no Crato, pois em uma emergência, o médico não cumpre o expediente, e a administração do Hospital não toma nenhum tipo de providência. "ISTO É UMA VERGONHA"

Luiz Eduardo Campos complementa:

"Eu, com Ilanna Tenório Campos, estivemos no hospital a tratar do nosso filho, e quando cheguei fiquei muito surpreso com a "emergência" do mesmo, salas interligadas, expostas, com gazes, soltas, roupas dos enfermeiros, pena que na hora da agonia vc esquece tudo e lamentei muito não ter levado minha camera para registrar, sem contar um calor infernal naqueles corredores, porem naquele momento eu queria era ser atendido pois meu filho estava com uma ferida aberta, com fome e o atendimento já estava pago ( pois damos um duro danado para garantir isso pelo menos para ele, sei que depois de muito esperar um medico que estava de plantão (não no hospital) chegar de casa (granjeiro bairro nobre) eu não aguentei esbravejei ate que um outro medico que ouvia minhas lamentações ao passar do seu plantão se compadeceu de nosso caso e resolveu costurar nosso filho, estancando minha voz pois não sei o que iria dar pois sou capaz de tudo por eles (minha família)."

Enquanto a sociedade ficar omissa, esses problemas não serão resolvidos como que por mágica. Não pensem que o corporativismo irá permitir ou facilitar a solução desses graves problemas que têm muitas causas. Não é a primeira vez que esse tipo de notícia escabrosa sobre o Hospital São francisco aparece na Imprensa. Lembremos que há pouco tempo outros dois episódios graves foram relacionados à aquele hospital: A morte de um bebê, que caiu do leito hospitalar e teve traumatismo craniano, e o caso da paciente Danila Meneses Bernardo, 26 anos, que havia sofrido o quarto aborto em dois anos. Isso para dizer alguns. A quantidade de e-mails que recebemos de outras denúncias é imenso. Resta as autoridades tomarem providências, porque a população não pode mais continuar refém dessa situação.

Com informações de:
Ilanna Tenório Campos
Luiz Eduardo Campos

5 comentários:

  1. Caro Dihelson, em relação às denuncias contra o Hospital São Francisco,
    sugiro que leve essas informações a Dom Fernando Panico, visto que o hospital
    pertence a Diocese de Crato. Tenho certeza de que ele tomará as providências
    necessárias, pois é um Pastor preocupado com as questões sociais que afligem
    nossa sociedade.
    Abs.

    Ocelio Teixeira

    ResponderExcluir
  2. Prezado Océlio, quem deve levar são as pessoas maltratadas, no caso, Ilanna e Eduardo. Aliás, acho que cada cidadão que está tendo problemas com os hospitais do Crato deveria fazer a sua parte, denunciando.

    Se todos denunciassem aos órgãos competentes, esse tipo de descaso relatado já teria sido resolvido.

    Abraço,

    Dihelson Mendonça

    ResponderExcluir
  3. Dr. Heládio Teles Duarte comentou no Facebook sobre esta denúncia:

    Dihelson , medo não existe quando se tem a verdade. No tem´po que fui auditor, no período da Nizette, enviei mais de 30 denuncias graves, envolvendo falta de atendimento as pessoas carentes. Inclusive comuniquei ao Pe. Francisco, os fatos. Sabe qual foi o resultado NADA.

    Heládio Teles Duarte

    ResponderExcluir
  4. Zilma Diniz Paone Bom se todos tomassem iniciativas assim não dar mole pra esses médicos mortos de fome por salário! e se vingam nos dependentes. por que eles não saem do serviço que fazem com mal vontade, tem um monte de médicos desempregados que ficariam com certeza de bom grado com esse salário.


    Via Facebook

    ResponderExcluir
  5. Concordo plenamente com Dihelson.As pessoas que se sentem prejudicadas, como este casal, deve registrar queixa, tanto na direção do hhospital, como também na UNIMED.Publicar a denúncia é o primeiro passo.Mas não é o bastante.Inclusive fazer um boletim de ocorrencia por omissão de socorro a uma criança, independente de plano de saúde ou não.
    Eu por exemplo, sempre que levo algum aluno que precisa de atendimento, com certeza sou atendida, porque conheço os direitos e não fico esperando sem questionar.Se o médico não quer atender plantão de emergencia, procure clinicar somente em seus consultórios.

    ResponderExcluir

Visite a página oficial do Blog do Crato - www.blogdocrato.com - Há 10 Anos, o Crato na Internet.